Latrocínio

Acusado de envolvimento em latrocínio no Maiobão é apresentado

Fábio Nascimento é suspeito, ainda, de participação no assalto ao BB na Cidade Operária.
Imirante com informações da SSP02/10/2013 às 18h47

SÃO LUÍS – Um dos acusados de envolvimento na morte de um jovem em uma sucata no Maiobão em 2012, foi preso no Ceará no dia 26 de setembro. Fábio Nascimento Pereira, conhecido como “Fábio Cagão”, 37 anos, foi preso na cidade de Fortaleza e apresentado, na tarde desta quarta-feira (2), em São Luís. A ação contou com o apoio do Poder Judiciário e Ministério Público de Paço do Lumiar,

Fábio Nascimento é um dos envolvidos no latrocínio, acontecido no dia 3 de novembro de 2012, que vitimou Nadson Maya Sousa, 27 anos. A vítima foi alvejada com dois tiros durante um assalto ocorrido em uma sucata, no bairro do Maiobão. A vítima chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Na ocasião, foram roubados vários pertences da vítima.

Segundo informações da polícia, Fábio Nascimento é suspeito, ainda, de participação no assalto à agência do Banco do Brasil. no bairro da Cidade Operária, ocorrido há três anos. Na ação, foi roubada a quantia de R$ 500 mil.

De acordo o delegado Jair Lima de Paiva, superintendente de Polícia Civil do Interior (SPCI) a prisão foi resultado de uma investigação.

“Ele foi abordado pela polícia em uma quitinete na praia de Jacarecanga, em Ceará, e não houve resistência à ação da polícia”, explicou o superintendente. Fábio foi encaminhado para o Centro de Triagem de Pedrinhas.

O segundo envolvido identificado como Everton Tadielon Max Petrus, 22 anos, foi detido no dia 16 de junho deste ano pela equipe da SPCI no Estado de Santa Catarina. Ele foi condenado a dois anos de prisão pelo crime.

O superintendente informou que há um terceiro participante que está foragido, mas que a Polícia Civil, segue na investigação do crime.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.