Investigação

Denúncia de assédio sexual praticado por professor será investigada pela DPCA

Vinte e seis alunas de uma escola no Turu afirmaram que eram molestadas sexualmente.
Imirante20/09/2013 às 16h47

SÃO LUÍS - A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) deve abrir inquérito para apurar uma queixa prestada por 26 alunas de uma escola no bairro do Turu, em São Luís.

As alunas procuraram o 7º Distrito Policial no Turu para prestar queixa contra o professor de educação física da escola, que ainda não teve o nome divulgado.

Segundo as alunas, que têm entre 11 e 14 anos, o professor as molestava sexualmente. O suspeito ainda não foi ouvido.

Segundo o delegado Paulo Márcio Tavares da Silva, metade das adolescentes se declararam vítimas do educador, mas ainda é cedo para divulgar o nome da escola e do acusado, por que ainda não há provas do crime.

O delegado encaminhou o caso para Supervisão de Áreas Integrada Segurança Pública Norte (Saisp) e depois será encaminhado para a DPCA.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.