SÃO LUÍS
Homicídio

Jovem morto em festa foi envenenado, diz ICRIM

  •  
  •  

Caso aconteceu numa festa eletrônica em julho e será investigado como homicídio.

0
Jovem morto em festa foi envenenado, diz ICRIM

SÃO LUÍS - A superintendente de Polícia Civil da Capital, Katerine Chaves, confirmou ao Imirante que o jovem de 18 anos, Felipe Matos, morto durante uma festa eletrônica realizada em julho numa casa no Calhau foi envenenado com chumbinho - veneno utilizado para matar roedores.

O laudo do Instituto Criminalística comprovou não haver nenhum indício de entorpecente, mas sim o veneno para matar rato.

Katerine Chaves adiantou ainda que o caso está sendo investigado como homicídio pelo delegado Paulo Márcio, responsável pelo 7° Distrito Policial, no Turu.

"Após a confirmação, através de laudo médico, da existência de chumbinho no sangue da vítima, o primeiro passo é tratar como homicídio", explicou a superintendente.

Relembre o caso:

Há cerca de dois meses, o jovem Felipe Matos,18 anos morreu na manhã de uma segunda-feira (15) na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Araçagi. Segundo informações, Felipe Matos estava em uma boate com os amigos quando passou mal e foi levado ao hospital. O rapaz era estudante de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Maranhão.

Leia outras notícias em imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook. Envie informações à Redação do Portal por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2383.

plantão i

    enquete

    INTERAÇÃO

    Você acha justas as taxas de juros cobradas pelos bancos?

    PARTICIPAR VER PARCIAL

    redes sociais