Saúde

Realizada a audiência para entrega do relatório da vistoria do Socorrão I

Superlotação, falta de higiene e medicamentos foram alguns dos problemas apresentados.
Imirante 19/11/2012 às 20h52

SÃO LUÍS - A Vigilância Sanitária Estadual entregou, nesta segunda-feira (19), à Promotoria de Saúde, o relatório sobre a vistoria que foi realizada no início do mês de novembro no Socorrão I. A Prefeitura de São Luís e o Ministério Público estabeleceram prazos para a solução dos problemas presentes na unidade.

O relatório e o dossiê foram elaborados pela Vigilância e entregues na Promotoria de Saúde. Por meio de fotos, vídeos e informações, os documentos mostram problemas como: superlotação, falta de higiene, medicamentos e até médicos que foram encontrados durante a inspeção.

Na reunião, que ocorreu a porta fechada, foram discutidas a atual situação do Socorrão I e problemas que se encontram na unidade. Cerca de 01h15 depois, a audiência foi encerrada, mediante acordo entre a Vigilância Sanitária Estadual e o Secretário Municipal de Saúde, Gutemberg Fernandes de Araújo.

Foram estabelecidos prazos para as soluções de problemas, como 30 dias para deixar somente os pacientes das alas amarelas e vermelhas para fazer uma triagem efetiva e assim melhor atendê-los, pois são considerados os mais graves. E 60 dias para retirada de macas dos corredores e transferências dos pacientes das alas azuis e verdes para unidades das UPAs para desafogar o Socorrão I.

A comissão nacional de Defesa dos Direitos Humanos também participou da reunião e exigiu providências para os problemas recorrentes na unidade Socorrão I. As soluções são imediatas e caso não seja cumpridos, a Vigilância não descarta a interdição do local. Na tarde desta terça-feira (20) será realizada uma vistoria, desta vez na unidade do Socorrão II.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.