Eleições nos EUA

Romney e Obama disputam votos com outros candidatos à Presidência

Agência Brasil 27/10/2012 às 11h31

Rio de Janeiro – Nos últimos 160 anos, os presidentes norte-americanos sempre foram democratas ou republicanos, mas isso nunca impediu outros candidatos de disputar o cargo por diferentes partidos ou de forma independente. Neste ano, há mais candidatos na corrida à Casa Branca, além dos favoritos, o democrata Barack Obama, que tenta a reeleição, e do republicano Mitt Romney.

As regras para participação em uma eleição presidencial norte-americana diferem de estado para estado, porque cabe a eles, e não ao governo federal, a realização e a administração do pleito. De forma geral, os candidatos podem solicitar a inclusão de seu nome na cédula de votação.

Como a votação nos Estados Unidos ainda ocorre em cédulas de papel, o eleitor tem possibilidade de escrever o nome do candidato, mesmo que ele não esteja impresso. Por isso, ainda que os órgãos eleitorais não autorizem a impressão do nome, o concorrente pode pedir que os votos a ele destinados sejam computados.

Tal situação pode fazer com que determinados candidatos à Presidência tenham direito de concorrer apenas em alguns estados. Entre os principais oponentes de Romney e Obama, está o ex-governador do Novo México Gary Johnson, do Partido Libertário (Libertarian Party), cujo nome vai aparecer nas urnas de 48 estados e do Distrito de Colúmbia.

Outra candidata independente é a médica Jill Stein, que concorre à Presidência pelo Partido Verde em 46 unidades da federação – em 37 delas, seu nome aparecerá na cédula. Outros candidatos, como Virgil Goode, do Partido da Constituição, e Rocky Anderson, do Partido da Justiça, participam da disputa em alguns estados.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.