São Luís

Irregularidades em ônibus são detectadas durante vistorias

Má conservação, falta de limpeza e problemas na documentação foram problemas encontrados.
O Estado 27/10/2012 às 09h11

SÃO LUÍS - A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) deu início ontem à segunda vistoria nos ônibus do sistema de transporte público de São Luís. Irregularidades relacionadas a conservação, funcionamento e condições de higiene dos veículos foram constatadas nas primeiras vistorias, além de problemas na documentação dos ônibus.

O serviço será realizado diariamente no pátio da secretaria, no bairro Ipase, até o dia 15 de dezembro, conforme cronograma estabelecido pela SMTT e pelas empresas. No total, 163 ônibus passarão pela revisão que envolve 28 critérios de avaliação nesta etapa. Neste segundo semestre, 1.020 já foram vistoriados entre os 1.185 veículos que compõem a frota.

Segundo a secretaria, estão sendo fiscalizados os ônibus mais velhos de cada empresa sob recomendação do secretário Canindé Barros, que assumiu o cargo há uma semana. A prioridade pelos veículos mais antigos é uma forma de garantir que as empresas mantenham as condições míninas de segurança para os usuários através da vistoria, pois o pagamento da bilhetagem pode ser cancelado se o veículo não obedecer às especificações da revisão.

Durante a vistoria, estão sendo verificados os documentos dos ônibus (seguros complementares, DPVAT e multas) e a estrutura física dos veículos, incluindo desde a presença de itens de segurança e condições de higiene até problemas que podem comprometer o funcionamento dos ônibus.

Entre as irregularidades encontradas com frequência nas vistorias estão: limpeza precária, bancos soltos, campainhas com defeito e até pneus dianteiros carecas ou recondicionados. Em julho deste ano, um ônibus foi reprovado na vistoria e cerca de 15% dos veículos vistoriados recebeu a classificação C, que corresponde a veículo parcialmente liberado, ou seja, a irregularidade não compromete o seu funcionamento.

As solicitações para que as empresas encaminhem os veículos para a SMTT foram enviadas na segunda-feira para todas as empresas de transporte público que atuam na capital. Os veículos que não cumprirem os itens são notificados e recebem um prazo para cumprimento das exigências para voltar a circular. Caso as irregularidades não sejam sanadas, a empresa pode ter o pagamento da bilhetagem cancelado ou o veículo pode ficar retido na sede da secretaria.

Números

30% da frota de ônibus foi renovada entre 2010 e 2011

10 veículos foram entregues ao sistema de transporte coletivo na terça-feira (23)

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.