Júri

Acusados de homicídio de fotógrafa serão julgados em Anajatuba

Três pessoas respondem pelo homicídio de Danileia Mendes Dutra, ocorrido em 2007.
Imirante, com informações da CGJ 18/04/2012 às 11h58

ANAJATUBA - Sérgio dos Santos Ericeira, o “Sérgio de João Pacheco”, 32 anos; Luis Carlos Rodrigues, o “Luís de Bano”, 37 anos e José Maria dos Santos Silva, o “Zequinha do Buré”, 51 anos são os réus do júri que será realizado amanhã (19), a partir das 8h, no auditório do Fórum de Anajatuba. Os três respondem pelo homicídio de Danileia Mendes Dutra, fotógrafa, ocorrido em 2007. O júri é presidido pela titular da comarca, juíza Edeuly Maia Silva.

De acordo com o processo, José Maria, ex-marido da vítima, seria o mandante do crime cometido por Sérgio e Luis Carlos no dia 22 de setembro de 2007. Ainda de acordo com o processo, Danileia se dirigia para a casa da mãe após uma jornada de trabalho quando encontrou com Sérgio, que a chamou para fazer umas fotos em um velório no povoado Olho D’Água, no município. No caminho, Luis Carlos teria subido na moto conduzida por Sergio.

Em um trecho do trajeto, Sérgio parou a moto, ocasião em que Luis Carlos teria disparado dois tiros contra Danileia, após o que Sergio também teria disparado contra a fotógrafa. O corpo da vítima foi encontrado às margens da MA 324, próximo ao povoado São Roque.

Mandante - Em depoimento, Sérgio e Luis Carlos afirmaram ter sido contratados por José Maria para matar Danileia. O valor acertado para o crime seria de R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais). José Maria nega as acusações.

A juíza irá utilizar o sistema de áudio para a gravação do júri. Segundo a magistrada, “o procedimento permite agilizar os trabalhos e a transcrever fielmente os depoimentos das testemunhas e os interrogatórios dos acusados”.

Essa é a terceira vez que o julgamento dos réus é marcado.Das outras duas vezes, o júri foi adiado. “Estamos tentando de todas as maneiras fazer esse júri”, diz a magistrada.

Luis Carlos e Sérgio estão soltos. Preso por três anos, José Maria vai responder em liberdade por força de um habeas corpus impetrado há cerca de um mês.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.