Carnaval

Escolas brilham no primeiro dia de desfile em SL

A alegria e a diversidade do Carnaval tomou conta da Passarela do Samba no Anel Viário.
Imirante e TV Mirante 15/02/2010 às 09h28

SÃO LUÍS - A escola de samba Túnel do Sacavém que abriu a primeira noite de desfile na Passarela do Samba fez uma referência a força da mulher maranhense na cultura e nos movimentos sociais. A escola trouxe para a passarela, uma homenagem a pesquisadora, folclorista e especialista em cultura popular maranhense, Zelinda Lima.

Depois foi a vez da Mocidade Independente da Ilha do bairro da Cohab entrar na avenida. No enredo, verdes mares bravios, ou canto de Gonçalves na poesia de Alencar. A escola fez uma homenagem ao Maranhão e ao Ceará destacando a cultura dos dois Estados.

A Turma de Mangueira trouxe para a avenida musicalidade com a história do maestro maranhense de canto coral, Fernando Mouchereck.

Com uma reedição do samba enredo de 2006, a Unidos de Fátima, penúltima escola a desfilar, mais uma vez levantou a bandeira a negritude. No samba enredo deste ano, a agremiação fez referências a situação social e política dos afrodescedentes.

A Flor do Samba encerrou o desfile falando da Refinaria Premium que será instalada no Maranhão. A agremiação destacou os pontos positivos e negativos da refinaria que será instalada no município e Bacabeira.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.