Habitação

Governo quer assegurar continuidade do Minha Casa, Minha Vida

Yara Aquino/Agência Brasil 29/10/2009 às 11h28

BRASÍLIA - A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou hoje (29) que o governo pretende tornar o programa 'Minha Casa, Minha Vida', em um projeto com continuidade assegurada. Segundo Dilma, o programa é um "treino" para o governo federal, a iniciativa privada e municípios resolverem o deficit habitacional, estimado em cerca de 7 milhões de moradias.

"Vamos provar com esse 1 milhão de casas que é possível fazer [atingir a meta de habitações para o programa até o final de 2010] e no final teremos que estar em perfeitas condições de iniciar [a próxima etapa], já fazendo os outros 6 milhões", disse em entrevista a emissoras de rádio no programa Bom Dia, Ministro.

A meta, de acordo com a ministra, é de que até o final deste ano o 'Minha Casa, Minha Vida' tenha 400 mil moradias contratadas e que de janeiro a julho de 2010 outros 400 mil contatos estejam acertados. A meta do programa é chegar a 1 milhão de moradias até o final de 2010.

Na entrevista, a ministra admitiu que há falta de terrenos em algumas cidades para a efetivação do programa e disse que o governo se esforçado nesse sentido.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.