Serviço

Páscoa deve gerar 60 mil empregos temporários

Carolina Pimentel, Agência Brasil 15/02/2009 às 22h14

BRASÍLIA - Antes mesmo de passado o carnaval, a indústria do chocolate e o comércio já se preparam para a movimentação prevista para a Páscoa. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário (Asserttem), mais de 60 mil pessoas devem ser contratadas por causa da expectativa de vendas na Páscoa, sendo que, desses, sete mil devem ser efetivados.

De acordo com a associação, os postos de trabalho temporários neste ano devem superar em 5,87% os de 2008. Os empregos efetivos devem ter variação de 11,25%. Na Páscoa do ano passado, as vagas temporárias chegaram a 57 mil – crescimento de 16,32% em comparação com 2007 – e o percentual de trabalhadores efetivados foi de 34%.

Das vagas previstas para este ano, 60% serão para as fábricas de chocolate. O restante das vagas, 40%, será no comércio. Conforme dados da Asserttem, os dois setores procuram profissionais com mais de 18 anos e ensino médio completo. O salário varia de R$ 500 a R$ 1,2 mil.

A produção de ovos de chocolate já teve início no último trimestre do ano passado já que a demanda por chocolates no período foi menor do que o esperado. Com isso, havia matéria-prima em estoque e disponibilidade da capacidade instalada (espaço físico na linha de produção das fábricas).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.