PT monta fiscalização para apuração de votos no Piauí

Agência Nordeste 03/10/2002 às 01h00

O PT montou um esquema de acompanhamento paralelo da apuração das eleições no Piauí.

Segundo o fiscal do partido, Claúdio Souza de Brito, foi montada uma central de computadores interligados em rede e uma central telefônica com 60 canais para que os técnicos do partido tenham acesso ao passo a passo da apuração feita pelo Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI).

O Partido dos Trabalhadores acompanhou todo o processo de inseminação das urnas eletrônicas, até a madrugada de hoje.

Nada foi constatado de irregularidade. Mas, mesmo assim, o partido decidiu montar uma central com sistema de apuração paralelo ao oficial. "Teremos seis computadores em rede funcionando 24h e atualizando-se com dados do TRE, de uma em uma hora.

Vamos ainda pegar os boletins das urnas do interior e acompanhar o sistema de apuração", explicou Claúdio Brito.

Segundo ele, há 47 técnicos em informática que atuarão neste trabalho.

As 45 cidades próximas a Teresina serão monitoradas e feitas auditorias para acompanhar a votação e apuração.

No total, o PT montou esquema para acompanhar a votação e apuração em 137 municípios dos 223 do Piauí.

"Temos pessoas acompanhando o processo em todas estas cidades", frisou o fiscal.

A central telefônica, com um tronco de 60 linhas, além de receber informações, vai receber também denúncias que serão apuradas imediatamente por um batalhão de advogados que estarão à disposição do partido.

O programa eleitoral do PT convocou os militantes e simpatizantes do partido para se cadastrarem como fiscais do partido para acompanhar as eleições em todo o Estado.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.