Em jogo no debate desta quinta, o segundo turno

03/10/2002 às 15h29

Estrategistas dos principais presidenciáveis consideram decisivo o debate desta noite na TV Mirante – por volta de 22h20.

A disputa segue imprevisível – Luiz Inácio Lula da Silva (PT-PL) a dois pontos de vencer no primeiro turno – e o desempenho dos candidatos hoje pode fazer as eleições serem decididas neste domingo (06/10) ou no segundo turno.

O PT garante que Lula vai manter a linha paz e amor, mesmo sendo vítima de ataques dos demais candidatos.

José Serra (PSDB-PMDB) deve tentar polarizar com Lula e com Anthony Garotinho (PSB), que vem crescendo nas pesquisas e ameaça o segundo lugar do tucano – está empatado tecnicamente com ele. Os tucanos afirmam ter munição pesada contra os adversários, mas dizem que não devem usá-la.

Considerado pelos adversários o ''franco-atirador'', Garotinho promete estar mais animado do que o normal. Os aliados do ex-governador fluminense afirmam que este é o melhor momento de sua campanha.

Já Ciro Gomes (Frente Trabalhista) vai lutar para mostrar que ainda faz parte da disputa, apesar de estar em quarto nas pesquisas e de sofrer pressões da coligação, como do presidente do PDT, Leonel Brizola, para renunciar ainda no primeiro turno em favor de Lula.

O secretário-geral do PT, Sílvio Pereira, afirma que Lula está preparado para todo tipo de ataque. Mas, segundo ele, o partido não trabalha com a possibilidade de repetição do caso Lurian, referindo-se à eleição de 1989, quando Lula foi acusado de pedir a uma ex-namorada que fizesse um aborto.

O líder do PSDB na Câmara e um dos coordenadores da campanha, Jutahy Magalhães (BA), afirma que o comitê de Serra trabalha com o cenário de três contra um.

Segundo ele, o tucano mostrará as incoerências de Lula e a demagogia de Garotinho.

"Nossa preocupação é garantir o segundo turno. Porque Ciro está fora do jogo e Garotinho joga para as próximas eleições", opinou Jutahy.

O prefeito tucano de Vitória, Luiz Paulo Velloso Lucas, adiantou que pode fazer parte da lista de ataques de Serra a participação do PT no Fórum Social Mundial, no ano passado. Naquele evento, o partido criticou o pagamento de dívidas do governo e o aumento da violência no Rio de Janeiro.

O coordenador da campanha de Garotinho, o prefeito de São Vicente (SP), Márcio França, afirmou que o candidato mostrará os erros dos adversários, sem discriminação.

"Garotinho estará melhor ainda do que nos outros debates. Ele é a terceira via. Os votos que Ciro perde vêm para a gente".

Na campanha da Frente Trabalhista, todos dizem apostar no bom desempenho de Ciro em entrevistas para virar o jogo.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.