Em São José de Ribamar

Vigilante do PSL 2 é assassinado a tiros na Vila Kiola

Gilvan Alberto Cordeiro, 32 anos, era vigilante terceirizado do sistema prisional.
Imirante.com08/05/2016 às 11h00

SÃO LUÍS – No início da noite desse sábado (7), um vigilante terceirizado do sistema prisional de São Luís, identificado como Gilvan Alberto Cordeiro, 32 anos, foi executado a tiros na Vila Kiola, em São José de Ribamar, Região Metropolitana de São Luís.

Leia também:

Monitor da CCPJ é morto com cinco tiros no Parque Santa Lúcia

Vigilante é assassinado com tiro na cabeça na Cidade Operária

Vigilante é vítima de latrocínio na porta de hospital, em São Luís

Segundo informações da polícia, Gilvan foi assassinado com três tiros, possivelmente, de um revólver calibre 38. A vítima trabalhava como vigilante no Presídio São Luís 2, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Não há informações sobre a autoria do crime nem sua motivação. O caso ainda está sendo investigado.

Além do assassinato do vigilante, foram registradas mais duas mortes violentas em São Luís, nesse sábado (7). As vítimas foram: Ramerson Abreu Moura, 27 anos, vítima de arma de fogo na Vila Embratel; e Lucas Gabriel Castro Costa, 16 anos, também vítima de arma de fogo. O adolescente foi morto na Vila Itamar.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.