Em São José de Ribamar

“A rua está assim há uns 20 anos", reclama morador do Itaguará III

Recebimentos de encomendas, Taxi e entre outros serviços não são oferecidos.
Heider Matos/Imirante.com13/08/2015 às 19h45

SÃO JOSÉ DE RIBAMAR – A dona de casa Neuda Leal bem que tentou, mas foi obrigada a descer da bicicleta para continuar seu trajeto pela avenida Central, no bairro Itaguará III, em São José de Ribamar. “Toda vez é assim. Quando está cheio de lixo não dá nem para passar. Quando chove, piora, tenho de ir por outra rua”, lamentou. E ela não é a única a reclamar. “A situação está tão feia, que eu não tenho nem comentários”, disse o pedreiro João Silva.

Mato, esgoto a céu aberto, lixo e buracos, muitos buracos. O problema é antigo e os moradores dizem conviver a anos com esta situação. Recebimentos de encomendas, Taxi e entre outros serviços não são oferecidos por falta de estrutura da via. “A rua está assim há uns 20 anos. Não recebemos encomenda. O pessoal sempre fala que não dá para ir. Taxi não vem. A rua é toda complicada. É reclamação direto. Água não para descer”, reclamou o empresário Gilvan Ferreira Lima.

Cansados do abandono, os moradores de parte da avenida principal decidiram se reunir e tentar dar uma solução ao problema. “Desde que eu cheguei aqui, esse é melhor momento da rua. Ela era pior. Nós que colocamos esse concreto na rua para que os carros pudessem vir até nossas casas. O outro lado da rua é uma negação”, continuou Gilvan.

“Aqui não passa carro. Eu tive de colocar concreto na minha porta para o carro poder entrar. Gastei entre R$ 300 e R$ 400 para concretar”, contou o operador de máquinas Sérgio Martins.

E as reclamações não param por aí. Um serviço executado, segundo os moradores, pela Prefeitura de São José de Ribamar aumentou os problemas dos residentes. “A prefeitura de Ribamar colocou asfalto na finura de um dedo. Tá entendendo? Um asfalto muito fino. No dia que eles colocaram o asfalto estava chuviscando e nem compactaram direito. Ainda tem mais. O nível da rua aumentou. A rua ficou mais alta que o nível da casa. Na primeira chuva, o asfalto foi todo embora. Agora quando chove entra água na casa de todo mundo. Eu tive que construir um batente para que a água não entre dentro de casa”, desabafou Sérgio.

A produção do Imirante.com entrou em contato com a Prefeitura de São José de Ribamar, mas até a publicação desta matéria não recebeu nenhum posicionamento.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.