Crime eleitoral

Servidor público é preso com mais de R$ 5 mil sob suspeita de compra de votos no Maranhão

O suspeito foi encontrado, durante um patrulhamento na área feito pela polícia, retirando uma grande quantia de dinheiro do banco traseiro do veículo.
Imirante.com11/11/2020 às 15h12
Servidor público é preso com mais de R$ 5 mil sob suspeita de compra de votos no MaranhãoDinheiro apreendido com o servidor público municipal. (Foto: divulgação / Polícia Civil)

SÃO JOÃO DO PARAÍSO - Um servidor público municipal foi preso pela Polícia Civil do Maranhão, nesta quarta-feira (11), suspeito de compra de votos eleitorais na cidade de São João do Paraíso, distante 759 km de São Luís.

Leia também:

Prefeito e candidato a vereador de cidade do Maranhão são presos pela Polícia Civil

Segundo informações da Polícia Civil, o suspeito foi identificado como sendo coordenador pedagógico de Educação do município, e não teve o nome nem a idade revelados. Ainda de acordo com a polícia, se chegou ao suspeito após denúncia de que um homem estava fazendo compra de votos em veículo de cor branca pelas ruas do município.

O suspeito foi encontrado, durante um patrulhamento na área feito pela polícia, retirando uma grande quantia de dinheiro do banco traseiro do veículo. O suspeito foi abordado e, após uma vistoria no carro em que estava, os policiais encontram R$ 5.630 em espécie.

Além disso, a polícia também encontrou uma planilha com dados pessoais de vários eleitores, onde eram atribuídos a cada um deles, com valores que variavam entre R$ 100 a R$ 700. Segundo as investigações, os nomes haviam sido indicados por vereadores que concorrem cargos na cidade.

Após o flagrante, o suspeito foi preso e encaminhado para a Delegacia de Estreito. Ele deve responder por Corrupção Eleitoral, crime que consta no Art. 299 do Código Eleitoral.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.