Ele oferecia dinheiro

Professor de futebol é condenado por abusar sexualmente de adolescentes

As vítimas participavam de um time de futebol coordenado por César Augusto de Mata Feitosa.
Divulgação/MP-MA22/10/2018 às 15h14
Professor de futebol é condenado por abusar sexualmente de adolescentesOs crimes aconteceram em 2016, na cidade de São João do Carú, no Maranhão. (Arte: Imirante.com)

SÃO JOÃO DO CARÚ – Neste mês de outubro, um professor de futebol, identificado como César Augusto de Mata Feitosa, mais conhecido como “Gerusa”, foi condenado a 28 anos e seis meses de reclusão pelo abuso sexual de dois adolescentes, no município de São João do Carú, e tentativa de abusar de um terceiro. Todas as vítimas participavam de um time de futebol coordenado por “Gerusa” e recebiam propostas de dinheiro para manter relações sexuais com ele.

Saiba mais sobre casos de abuso sexual.

Segundo Denúncia do Ministério Público do Maranhão, os crimes aconteceram em 2016, sendo que a Denúncia foi oferecida, em outubro de 2016, pelo promotor de Justiça Fábio Santos Oliveira, titular da Comarca de Bom Jardim, da qual São João do Carú é termo judiciário.

Um dos adolescentes, à época com 12 anos, manteve relação sexual com o professor César Augusto, por seis vezes, sempre com promessas de receber entre R$ 20 e 50. O outro, com 15 anos de idade, admitiu à Polícia Civil que se relacionou com o professor de futebol por uma vez, em troca de dinheiro.

Um outro adolescente, de 15 anos, sofreu três investidas de César Augusto, o qual ofereceu R$ 50 em troca de relacionamento sexual, mas o fato não foi consumado.

César Augusto de Mata Feitosa foi condenado de acordo com o Artigo 217, do Código Penal Brasileiro: “ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menos de 14 anos”. E também pelo Artigo 218, do Código Penal Brasileiro, “submeter, induzir ou atrair à prostituição ou outra forma de exploração sexual alguém menor de 18 anos”.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.