Exercício ilegal da medicina

Falso médico é preso dentro de unidade de saúde em Rosário

Antes de ser preso, o falso médico já havia atendido diversas pessoas.
Imirante.com, com informações da Polícia Civil28/02/2021 às 12h11
Falso médico é preso dentro de unidade de saúde em RosárioRosário fica a 68 km de distância de São Luís. (Arte: Imirante.com)

ROSÁRIO – A Polícia Civil do Maranhão prendeu, na noite desse sábado (27), um homem suspeito dos crimes de falsidade ideológica e exercício ilegal da medicina, em Rosário, cidade distante 68 km de São Luís.

Leia também:

Falso médico é preso dentro de clínica oftalmológica em São Luís

Falso médico é preso pela polícia em hospital da cidade de Dom Pedro ​

Município é condenado por morte de criança atendida por falso médico

De acordo com informações da polícia, por volta das 22h desse sábado, durante a Operação Esculápio, o suspeito foi identificado na Unidade Municipal de Rosário, se passando por médico e utilizando nome, registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) e carimbo de um profissional regulamente inscrito.

Ainda segundo a polícia, o falso médico já tinha atendido diversas pessoas. Quando o suspeito foi abordado pelos policiais civis, não ofereceu resistência. Na prisão, diversos documentos, que comprovavam sua atuação na medicina, foram apreendidos.

A polícia informou também que as investigações continuam, para identificar outras pessoas que possam estar envolvidas no esquema criminoso.

Operação Esculápio

Segundo a polícia, a operacão visa combater a prática do crime de exercício ilegal da medicina nos municípios da 1° Regional de Rosário, haja vista a quantidade de denúncias recebidas dessa modalidade criminosa na região. Tal operação foi denominada Esculápio, por ser o Deus da Medicina e da Cura na mitologia grega e romana.

A Prefeitura de Rosário emitiu nota informando que foi tomada a medida de suspensão imediata dos contratos dos médicos envolvidos. Leia na íntegra:

A Prefeitura Municipal de Rosário diante do fato ocorrido na noite deste sábado (27/02), na Unidade Mista de Saúde de Rosário, envolvendo ausência de médico plantonista no seu turno de trabalho e substituição de outro com uso indevido de registro do Conselho Regional de Medicina (CRM) de um terceiro, no Município de Rosario, vem esclarecer que, inicialmente foi tomada a medida de suspensão imediata do contratos dos médicos envolvidos, bem como a imediata instauração de sindicância, através da Secretaria Municipal de Administração (SEMAD), para apurar os fatos, sem prejuízos as demais sanções legais possíveis.

Diante disso, a Prefeitura Municipal de Rosário reforça que não compactua de forma alguma com ações irresponsáveis dessa natureza.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.