Ação violenta

MP-MA acompanha caso de violência policial em Rosário e aponta que houve abuso de autoridade

O caso, que foi registrado em vídeo, é uma ação violenta praticada por três policiais militares contra um grupo de pessoas que participavam de uma festa de aniversário na travessa Benedito Leite, no centro da cidade.
Imirante.com, com informações do MP-MA02/12/2020 às 15h14
MP-MA acompanha caso de violência policial em Rosário e aponta que houve abuso de autoridadeSegundo o MP-MA, pelas imagens do caso se pode constatar que houve abuso de autoridade, inclusive com lesões corporais. (Foto: Reprodução)

ROSÁRIO - O Ministério Público do Maranhão (MP-MA) informou, nesta quarta-feira (2), que está acompanhando o caso de violência policial que aconteceu no último domingo (29), na cidade de Rosário. Segundo o MP-MA, pelas imagens do caso se pode constatar que houve abuso de autoridade, inclusive com lesões corporais.

Saiba mais sobre o caso:

Identificados os três PMs envolvidos em abordagem violenta em Rosário

VÍDEO: policial atira em homem durante abordagem violenta; PMs foram afastados

VÍDEO: comandante-geral da PM pede desculpas a jovem baleado por policial

O caso, que foi registrado em vídeo, é uma ação violenta praticada por três policiais militares contra um grupo de pessoas que participavam de uma festa de aniversário na travessa Benedito Leite, no centro da cidade.

De acordo com imagens registradas, durante a abordagem, os policiais, que foram chamados após queixas de aglomeração e poluição sonora, agrediram fisicamente participantes da festa, culminando com um tiro disparado contra um jovem, que pegou um celular para filmar a ocorrência.

Segundo o MP-MA, as Promotorias de Justiça de Rosário, ao tomarem conhecimento da questão, adotaram todas as providências para apurar os fatos. Foram ouvidas testemunhas e vítimas, bem como realizado exame de corpo de delito. Todas as informações e documentos foram encaminhados para a 1ª Promotoria de Justiça Militar, em São Luís, que tem a competência para apurar os delitos cometidos por policiais militares.

Segundo a promotora de justiça Fabíola Fernandes Ferreira, titular da 2ª Promotoria de Rosário, o Comando do 27º Batalhão da PM de Rosário já instaurou o Inquérito Policial Militar para apurar os fatos e afastou os policiais envolvidos no caso de suas funções.

No âmbito da Promotoria de Justiça Militar, também já foi instaurado procedimento para, em conjunto com as Promotorias de Rosário, investigar o ocorrido. “Vamos identificar a autoria, a materialidade, que já está delimitada, e ao final responsabilizar os policiais militares. Pelas imagens pudemos constatar que houve abuso de autoridade, inclusive com lesões corporais”, enfatizou a promotora de justiça.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.