Prisão Preventiva

Preso acusado de integrar grupo que torturou e executou desafetos na Raposa

As vítimas foram retiradas à força de dentro da casa da avó e levadas para uma área de matagal, onde foram brutalmente torturadas e mortas.
Divulgação/Polícia Civil26/09/2019 às 17h27
Paulo Fernando Mendes Pinheiro. / Foto: Divulgação.

RAPOSA - A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), em ação conjunta da Delegacia de São José de Ribamar, deu cumprimento a um mandado de prisão preventiva em desfavor de Paulo Fernando Mendes Pinheiro.

A prisão foi realizada na manhã desta quinta-feira (26), no bairro Pirâmide, na cidade de Raposa. Segundo a polícia, Paulo Fernando é suspeito de envolvimento na tortura e morte de dois jovens. Os homicídios foram praticados no dia 12 de maio de 2019, e as vítimas seriam de facção rival a dos autores do crime.

Anderson Rolissilde Gaioso Pereira sendo conduzido pelo grupo até o matagal onde seria executado. / Foto: Divulgação.

Um dos criminosos fez a filmagem da ação hedionda que vitimou Anderson Rolissilde Gaioso Pereira e Natanael de Sousa Barbosa, os quais foram retirados à força de dentro da casa da avó e levados para uma área de matagal, onde foram brutalmente torturados e mortos com disparos de arma de fogo.

Natanael de Sousa Barbosa sendo interrogado antes de ser executado pelo grupo criminoso. / Foto: Divulgação.

A ação criminosa foi registrada e compartilhada pelos próprios envolvidos, o que facilitou o trabalho de investigação que culminou na identificação e prisão de Paulo Fernando, o qual inclusive forneceu nome falso ao ser abordado pelos policiais que realizaram sua prisão.

Contra Paulo Fernando Mendes Pinheiro há, também, suspeita de envolvimento em diversos roubos a residência e sítios na região do bairro Pirâmide. Em sua casa foram encontrados alguns objetos que ele afirma terem sido encontrados na rua, mas que possivelmente, segundo informações, são frutos de furtos e roubos praticados na região.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.