Assalto

Criminosos levam salário de funcionários e fazem reféns na prefeitura de Presidente Sarney

O assalto aconteceu por volta das 11h deste domingo (3).
Imirante.com03/02/2019 às 15h42
Criminosos levam salário de funcionários e fazem reféns na prefeitura de Presidente SarneyO valor levado pelos assaltantes, até o momento, não foi revelado. (Foto: reprodução)

PRESIDENTE SARNEY - Criminosos invadiram a sede da prefeitura do município de Presidente Sarney, que fica a 150 quilômetros da capital do Estado, por volta das 10h deste domingo (3).

Leia também:

Assalto termina com suspeito morto e mais três presos no Maranhão

Presos suspeitos de participarem de assaltos a bancos no Maranhão

De acordo com as primeiras informações policiais, dois homens armados entraram no prédio no momento em que estava sendo realizado o pagamento de diárias dos funcionários do local.

Após anunciar o assalto, tomaram o dinheiro em espécie, fizeram duas pessoas como reféns, entre elas, o irmão do ex-deputado Penaldon Jorge, e fugiram do local no carro de uma das vítimas.

Ainda de acordo com informações da polícia, os homens, que ainda não foram identificados, abandonaram os reféns junto com o veículo e adentraram uma região de matagal, com o malote de dinheiro.

Em nota, a Polícia Civil do Maranhão informou que houve troca de tiros durante a ação criminosa, entretanto, os reféns foram liberados sem ferimentos.

Leia a nota na íntegra

A Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) informa que, por volta das 10h deste domingo (3) dois homens, ainda não identificados, chegaram à pé na Prefeitura Municipal de Presidente Sarney, onde cometeram assalto. Na ocasião, servidores da prefeitura realizam pagamento salarial de diaristas.

Após cometerem o assalto, os criminosos empreenderam fuga com dois reféns funcionários da casa, mas logo em seguida foram liberados sem lesões físicas.

Durante a fuga houve troca de tiros com as forças de segurança. Equipes das Polícias Civil e Militar continuam em diligência para localizar os envolvidos no crime. O caso está sendo investigado pelo 2º DP de Pinheiro, onde o inquérito tramitará.

Att,

Secap

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.