PH

Coluna PH

19/10/2021
ANTONIO SABÓIA numa das cenas do filme “Deserto Particular”, indicado para representar o Brasil na disputa por uma vaga no Oscar 2022

Homenagem
Pelo segundo ano consecutivo, o Dia do Médico, celebrado em 18 de outubro, ocorreu em meio à pandemia de coronavírus. Desta vez, contudo, em um cenário de maior otimismo e esperança em relação a uma possível retomada da normalidade, graças ao avanço da campanha de vacinação no Brasil.
Em homenagem a todos os médicos, em especial àqueles que estão ou em algum momento já estiveram na linha de frente do combate à covid-19, esta coluna homenageia, de forma simbólica, todos aqueles que tiveram sua vida transformada pela árdua, exaustiva e ao mesmo tempo emocionante experiência de salvar vidas – e ter de lidar com a perda de tantas outras – diante da maior crise de saúde do planeta.

Lição que ficou
Intensivista de um dos hospitais que acolheu maior número de doentes comentou com este Repórter PH que trabalhar na pandemia lhe ensinou muito.
Diz ela ue aprendeu bastante sobre a importância do trabalho em equipe, sobre finitude, sobre o medo do desconhecido, o medo de contaminação, o medo de ficar doente, o medo de que as pessoas próximas pudessem ficar doentes.
A pandemia também lhe ensinou a superar desafios diários, especialmente entre março e abril de 2021, quando foi o momento mais desafiador desses últimos dois anos, sem dúvida nenhuma.
Agora, com uma grande parte da população vacinada e com a visível redução no número de pacientes internados, ela revela que tem esperança de que em breve possamos ter uma vida mais próxima da normalidade.

Os órfãos da Covid
Cartórios do Maranhão registram ao menos 142 órfãos de Covid até seis anos de idade. Ao menos 142 crianças de até seis anos de idade no Maranhão ficaram órfãos de um dos pais vítimas da Covid-19 entre 16 de março de 2020 e 24 de setembro deste ano.
Os dados foram levantados com base no cruzamento entre os CPFs dos pais nos registros de nascimentos e de óbitos feitos nos 216 Cartórios de Registro Civil do Maranhão desde 2015, ano em que as unidades passaram a emitir o documento diretamente nas certidões de nascimento das crianças recém-nascidas em todo o estado.
Os números obtidos pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), entidade que representa os Cartórios de Registro Civil do Brasil e administra o Portal da Transparência (https://transparencia.registrocivil.org.br/inicio), mostram que 2 pais faleceram antes do nascimento de seus filhos.
A propósito: já no Brasil, no mesmo período, ao menos 12.211 crianças de até seis anos de idade ficaram órfãs de um dos pais vítimas da Covid-19.

Simpósio
A relação entre Estado, direito e sociedade frente as mudanças sociais e as crises no sistema político brasileiro na atualidade será discutida durante o I Simpósio O Poder Judiciário como Garantidor da Democracia e dos Direitos Fundamentais, a ser realizado pelo Tribunal de Justiça do Maranhão e Escola Superior da Magistratura na próxima sexta-feira, dia 22, das 9h às 11h, presencialmente, no Auditório da Associação dos Magistrados do Maranhão.
O evento terá também transmissão ao vivo pelo canal do Youtube EAD-ESMAM.
O simpósio integra programação comemorativa dos 35 anos da ESMAM – a ser celebrado em novembro de 2021.
Participam como palestrantes os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e juristas Rogério Schietti Cruz e Reynaldo Soares da Fonseca, e o desembargador federal Ney de Barros Bello Filho.

TRIVIAL VARIADO

Bares e restaurantes triplicam contratações em quatro meses e engatam retomada. Um dos mais afetados pela crise econômica gerada pela Covid-19, o segmento de alimentação fora de casa vem apresentando sucessivos sinais de melhora desde maio, graças ao avanço da vacinação e ao aumento do trabalho presencial.

Mesmo assim, o nível de emprego só deve retornar ao patamar pré-pandemia no segundo semestre de 2022. Um dos setores mais afetados pela pandemia, o ramo de bares e restaurantes sinaliza retomada no Maranhão após meses de tropeços. Um dos sinais dessa busca por recuperação ocorre no emprego. Desde maio, a abertura de vagas com carteira assinada na área de alimentação triplicou.

Em agosto, o setor que representa bares e restaurantes abriu centenas de postos no Estado. O avanço da vacinação, a diminuição nas restrições de funcionamento estão entre os fatores que explicam o início da recuperação e o otimismo do setor para os próximos meses, segundo especialistas.

O último levantamento, reforça a busca por braçadas mais largas. A pesquisa informal mostra que o percentual de bares e restaurantes locais que fecharam no prejuízo caiu para 40% em julho – menor patamar registrado desde o início de 2021. Esse indicador ficou em 85% em março e fechou junho em 50%.

Em âmbito nacional, o cenário é parecido. Pesquisa divulgada na semana passada pela Abrasel mostra que três em cada 10 empresários pretendem contratar nos próximos três meses no país. Também aponta que 20% está com dificuldade para recrutar mão de obra especializada.

Não há recorte estadual, mas há quem diga que essa tendência também é observada no Estado. É um momento de crescimento do setor e a gente está bem otimista que vamos conseguir superar esse momento da melhor forma possível – diz Armando Ferreira, diretor do Rio Poty Hotel.

Dívidas, restrições de funcionamento, aumento no preço de insumos e diminuição de renda desaceleram o ritmo dessa retomada, segundo o empresário. Ele estima que o setor vai seguir recuperando até a metade do próximo ano e começar a voltar ao patamar pré-pandemia no segundo semestre.

A verdade é que quando há mais pessoas voltando para o ambiente de trabalho, começa a movimentar mais os restaurantes, que ficam nas imediações dos escritórios. Há também a confiança das pessoas sendo retomada e, portanto, voltando a frequentar bares e restaurantes.


A pandemia do coronavírus provocou ao menos 4.891.684 mortes no mundo desde que o escritório da Organização Mundial da Saúde (OMS) na China notificou o surgimento da doença em dezembro de 2019, segundo balanço estabelecido esta semana pela Agência France Press (AFP) com base em fontes oficiais.

Desde o começo da epidemia, pelo menos 240,31 milhões de pessoas contraíram a doença. Os números se baseiam nos relatórios comunicados diariamente pelas autoridades sanitárias de cada país e excluem as correções realizadas posteriormente pelos diversos órgãos de estatística, que concluem que a quantidade de mortes é muito maior.

A OMS estima, inclusive, que, se for levar em conta a sobremortalidade vinculada à covid-19, direta e indireta, o balanço da pandemia poderia ser duas a três vezes maior do que o registrado oficialmente. Uma parte significativa dos casos menos graves ou assintomáticos continua sem ser detectada, apesar da intensificação dos testes em vários países.

No sábado, foram registrados no mundo 5.512 novas mortes e 352.368 casos. Os países que registraram mais óbitos, segundo os últimos balanços oficiais, são Rússia, com 997, Estados Unidos (486) e Brasil (483).

DE RELANCE

Medalha para Edilson Baldez
Líder empresarial, que está à frente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), Edilson Baldez das Neves recebeu na cerimônia de abertura do Circuito de Negócio da Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII), a medalha de distinção honrosa de Sócio Honorário da ACII pelos importantes serviços prestados em prol do crescimento da classe industrial e comercial maranhense. Além do presidente da Fiema, foi agraciado também com o título, o secretário de Estado da Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo.

Camilla de volta ao TRE-MA
A advogada Camilla Rose Ewerton Ferro Ramos carimbou na última sexta-feira o passaporte para voltar a integrar os quadros do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, onde ocupou o cargo de juíza substituta. Agora, ela entrou como juíza titular, na vaga decorrente do término do primeiro mandato de Gustavo Araújo Vilas Boas. A nomeação foi assinada, e publicada no dia 15, pelo presidente da República Jair Messias Bolsonaro. Camilla, que é esposa do Juiz Federal Newton Ramos Neto, disputava a vaga com o também advogado Eduardo Boueres e o defensor público Davi Rafael Veras.

Penalidades em andamento
O Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA), por meio de sua Secretaria de Fiscalização, já abriu os procedimentos relativos à aplicação de penalidades às 51 câmaras municipais que não responderam ao questionário aplicado pelo órgão sobre a estrutura e funcionamento dos legislativos municipais. A corte de contas encerrou, no final do mês passado, a primeira etapa do levantamento, passando agora à etapa de análise dos dados e consolidação do relatório final. O objetivo é conhecer as comissões existentes nas câmaras, assim como sua atuação no planejamento do município.

Penalidades em andamento...2
Além das que estão inadimplentes com o questionário, 21 câmaras respondentes deixaram de encaminhar as planilhas com os dados cadastrais dos vereadores. Uma vez que é obrigatório o fornecimento das informações ao TCE, os responsáveis pelas câmaras inadimplentes ficam sujeitos à aplicação de sanções administrativas previstas em lei e ao pagamento de multa de R$ 2 mil. Considerando o cronograma para encerramento da ação, as câmaras inadimplentes poderão regularizar sua situação até a próxima sexta-feira. Ao término desse prazo, serão autuados os processos de multa, conforme determina a IN TCE/MA nº 69/21.

Feira de Talentos Contrate-me
A indústria é um dos setores que mais geram empregos formais no Brasil, com postos de trabalho bem remunerados, que possibilitam evolução profissional e salarial. Nos dias 26, 27 e 28 de outubro, representantes de peso do setor estarão reunidos na II Feira de Talentos Contrate-me, evento on-line e gratuito para atrair profissionais interessados nas oportunidades. Promovida pelo departamento nacional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), a feira ocorria em âmbito local e na modalidade presencial desde 2014, pelo segundo ano consecutivo, devido a pandemia, o formato será on-line e com o apoio de todos os departamentos regionais do Senai, que devem aumentar o alcance para além dos cerca de 800 participantes da última edição.

“Aquarela do Brasil” no topo
O Dia da Música Popular Brasileira, mais uma vez foi festejado no dia 17 de outubro em homenagem ao nascimento da compositora e maestrina Chiquinha Gonzaga, no ano de 1847. Para comemorar a data, o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) fez um levantamento sobre as músicas brasileiras mais gravadas até agora e constatou que houve uma mudança na liderança desse ranking. “Aquarela do Brasil”, de autoria de Ary Barroso, voltou ao topo, com 414 gravações. “Garota de Ipanema”, de Vinicius de Moraes e Tom Jobim, agora ocupa a segunda posição com 413 gravações e está à frente de “Carinhoso”, de Pixinguinha e Braguinha, que era a primeira colocada em abril deste ano e, no momento, é a terceira, com 411 gravações.

“Aquarela do Brasil” no topo...2
Atualmente, entre as cinco primeiras colocadas, também estão “Asa branca”, de Humberto Teixeira e Gonzagão (357 gravações), e “Manhã de carnaval”, de Luiz Bonfá e Antônio Maria (292 gravações). Nesse ranking, Tom Jobim se destaca por fazer parte da autoria de sete entre as 15 primeiras músicas do ranking.

Passaporte vacinal
Desde ontem, comprovar a vacinação contra o coronavírus passa a ser exigência para frequentar festas e participar de alguns eventos no Rio Grande do Sul. No cronograma do governo do Estado, dividido em três faixas etárias, pessoas acima dos 40 anos já precisarão mostrar que estão com o esquema completo, o que deverá ser cobrado das demais em diferentes datas. Chamada de passaporte vacinal, essa comprovação não é obrigatória em todo o Brasil. Foi uma forma, segundo o governo daquele Estado, de permitir que as pessoas circulem de forma mais segura durante a pandemia em cinco tipos de ambientes que costumam gerar aglomeração: festas e eventos sociais, atividades artísticas, atividades de lazer, feiras e exposições corporativas e eventos esportivos.

Para escrever na pedra:
“A vida é como o vinho, se a quisermos apreciar bem, não devemos bebê-la até a última gota”. De Lord Byron.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte