Cidades | Monumento

Estátua de Benedito Leite, em São Luís, será revitalizada

Por meio da Fumph, a Prefeitura de São Luís vai dar início a campanha que visa combater o vandalismo de bens culturais, estimulando a população a preservar e denunciar dano ao patrimônio
Bárbara Lauria / O Estado14/10/2021 às 00h00
Estátua de Benedito Leite, em São Luís, será revitalizadaApós a assinatura da ordem de serviços para revitalização, foi dado um abraço simbólico na estátua (Matheus Soares / O Estado)

São Luís – Com o objetivo de dar início a campanha que visa combater o vandalismo de bens culturais, estimulando a população a preservar e denunciar a destruição de seu patrimônio, o prefeito de São Luís, Eduardo Braide, assinou nesta quarta-feira, 13, documento que permite a revitalização da estátua de Benedito Leite, localizada na Praça Benedito Leite, que foi vítima de roubo e vandalismo no ano de 2017.

A revitalização será feita por meio da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph). O projeto de restauração aprovado pelo Iphan/MA, foi elaborado pela equipe técnica da Fumph que fez o levantamento dos danos e apontou a execução serviços espécíficos.

“Iremos nos juntar com outras entidades presentes, como a secretária municipal de Segurança, a Fumph e outras instituições para, não só restaurar esse monumento, mas criar esse apoio e canais para evitarmos casos de vandalismo com nossos monumentos, e até mesmo expandir para outros espaços, como fizemos com a Praça João Lisboa”, explica Mauricio Itapary, superintendente do Iphan.

Com previsão de conclusão em 60 dias, a revitalização vai contar com os serviços de higienização: limpeza mecânica e química; aplicação de anticorrosivo /inibidor de oxidação; obturações das lacunas superficiais e profundas; lixamento das áreas obturadas; recomposição das partes e peças faltantes e aplicação de anticorrosivo/inibidor de oxidação; e tratamento protetivo/proteção química.

O ato de assinatura da ordem de serviço para início da restauração contou com a presença do Prefeito de São Luís, Eduardo Braide, Secretários Municipais, representantes dos órgãos de proteção ao patrimônio cultural, poderes judiciário e legislativo e empresas apoiadoras do patrimônio cultural.

“Hoje estamos finalmente devolvendo para a cidade essa obra que foi vítima de vandalismo e recuperada. É um processo importante e por isso também vamos iniciar a Campanha Contra Vandalismo, para preservar nossos patrimônios, monumentos e espaços públicos. Mas ainda sim, precisamos do apoio e da colaboração da sociedade”, destacou o Prefeito de São Luís.

Furto da estátua
Em junho de 2017, em ato de vandalismo, a placa de bronze fixada aos pés da estátua de Benedito Leite foi roubada. Segundo lavadores de carro que trabalhavam no local à época, o furto aconteceu durante a noite, já que a viram em um dia e no dia seguinte ela já não estava no local.

A placa foi encontrada em março de 2018, no esforço conjunto entre o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan/MA, Guarda Municipal e Polícia Militar, e chegou a passar um período no Museu de História do Estado Maranhão, até ser entrerregue para a cidade de São Luís.

SAIBA MAIS

Bendito Leite e Praça

Benedito Pereira Leite nasceu no município de Rosário, em 1857, e morreu em 1909. Foi um dos membros da Junta governativa maranhense de 1891 e governador do Maranhão de 1º de março de 1906 a 25 de maio de 1908, falecendo um ano depois. O largo onde situa-se atualmente a praça, em fins do século XVIII era ocupado por casebres até que, em 1804, o governo português ordenou a implantação de um jardim botânico no local, mas o projeto foi abandonado ainda no início.

Em 1851, deu-se a retirada das construções e o largo foi transformado em jardim, recebendo gradil de ferro e plantil com várias árvores e flores, sofrendo pequenas intervenções nos anos seguintes, como substituição e acréscimo de arbustos. Em 1906, o governador Benedito Leite ordenou ao engenheiro Anísio Palhano de Jesus a elaboração de um projeto paisagístico para o largo, com a implantação de figueiras, compondo um jardim de 12 espaços, destinados ao Patheon Maranhense.

Ela já foi chamada de Jardim 13 de Maio, Largo do João Velho, Praça da Assembleia e, hoje, Benedito Leite, em homenagem ao ex-governador, recebendo uma estátua deste confeccionada em bronze e esculpida na França por Émille Decorchement. A inauguração ocorreu em 6 de março de 1911.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte