Alternativo | Cultura

Projeto de Carlos Ruas se torna o quadrinho mais apoiado do Catarse

Novo livro do quadrinista ultrapassou 818% de apoio e se tornou o maior projeto de financiamento coletivo de quadrinhos na plataforma de financiamento coletivo
11/10/2021 às 12h37
Projeto de Carlos Ruas se torna o quadrinho mais apoiado do CatarseDivulgação

São Paulo- Entender afinal de contas como foi que o Universo foi criado e qual crença está certa é o ponto de partida do livro “De onde viemos”, um projeto independente do quadrinista Carlos Ruas pelo Catarse. E a curiosidade do leitor sobre o assunto é tanta, que o projeto quebrou o recorde do próprio autor como a maior arrecadação coletiva pela plataforma.

Encerrado no último dia 10, o projeto tinha como meta inicial R$70 mil reais para uma tiragem de mil exemplares. Em 12 horas no ar, o livro já tinha batido a meta em 125%, e ao encerrar os 30 dias de projeto, essa meta foi ultrapassada atingiu 818%, somando mais de 570 mil reais. Além desse feito, “De onde viemos” é atualmente o maior projeto de financiamento coletivo de quadrinhos no Catarse, ultrapassando o recorde anterior, do quadrinho “Arlindo”, publicado pela editora Seguinte.

Sobre o sucesso do projeto, Ruas revela que “De onde viemos” também seu recorde na plataforma Catarse. “É o maior de todos que eu já tive.

Meus projetos no Catarse sempre deram muito certo, sempre com muito engajamento. O maior que eu tinha era meu quarto livro chamado ‘A infância de Cristo’, em que nós tivemos 4 mil apoios e arrecadamos cerca de 280 mil reais. Passamos bem o projeto que tinha a maior arrecadação e maior engajamento de público. Então este já é o maior projeto de financiamento coletivo que eu fiz nesses meus 12 anos de carreira”, comemora.

O livro entra agora em fase de produção e em breve os apoiadores vão começar a receber os exemplares e os kits promocionais. O lançamento oficial do livro para o público geral acontecerá em dezembro, durante a CCXP 2021.

Sobre “De onde viemos”

Carlos Ruas decidiu buscar entre os deuses e a ciência mais respostas para esses questionamentos, e descobriu uma infinidade, desde o Gênesis até os mais exóticos, e escolheu 12 histórias para contar em seu oitavo livro “De onde viemos”. Além do traço de Ruas, o projeto conta com artistas nacionais convidados que representam cada uma das crenças escolhidas, que vão desde a Grécia antiga até a curiosa tribo das Ilhas Banks, na Oceania.

Tudo se passa no famoso “boteco dos deuses” após uma confusão de quem seria o único e verdadeiro Deus criador. A partir desse impasse, eles decidem competir entre si contando as próprias versões da origem do mundo a dois mortais, que devem votar na melhor história. Os jurados selecionados foram George Lematrê, que teorizou o big bang e Charles Darwin, que teorizou a seleção natural. Além de terem a responsabilidade de decidir qual será o vencedor, ambos entram no jogo e dão as suas contribuições, explicando de forma cientifica o que sabemos hoje sobre a origem da vida e do cosmo.

História, religião e ciência contados em uma linguagem de quadrinhos de forma didática são a essência de “De onde viemos,” de Carlos Ruas, que considera este livro o projeto mais ambicioso da última década de “Um Sábado Qualquer”.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte