Cidades | Beneficente

O Estado e Imirante mantêm vendas de ecobags na Feirinha São Luís

Todo o dinheiro arrecadado pelas vendas das bolsas ecológicas será destinado ao Instituto Antônio Brunno, que acolhe pacientes com câncer
Kethlen Mata/ O Estado07/10/2021 às 00h00
O Estado e Imirante mantêm vendas de ecobags na Feirinha São LuísEcobags de O Estado e Imirante estão à venda na Feirinha São Luís (Divulgação)

São Luís – Ecobags com estampas exclusivas do ilustrador Gabriel Sá – confeccionadas em alusão ao aniversário de 409 anos de São Luís – continuam sendo vendidas aos domingos na Feirinha São Luís. A ação solidária de O Estado e Imirante.com vai destinar todo o lucro das vendas para o Instituto Antônio Brunno, que atende pessoas com câncer, assim como fez no ano passado.

Desde o começo do mês de setembro as ecobags estavam sendo vendidas no Champs Mall, localizado na Ponta d'Areia. Mas, agora as sacolas estão disponíveis por mais dois domingos na Feirinha São Luís, no valor de R$ 25,00. O dia 3 o primeiro domingo de comercialização no local. Segundo a coordenadora de Eventos do Grupo Mirante, Cristina Almeida, a ação foi um sucesso.

“Elogiaram muito a estampa. Todo mundo comprou, não só para ajudar o Instituto, mas também porque gostou. Turistas também compraram. A gente sempre explica o porquê da venda das ecobags. A parceria surgiu de uma vontade de ajudar e também de comemoração ao aniversário de São Luís”, afirma.

A ilustração
O ilustrador Gabriel Sá, que pelos segundo ano é o responsável pela ilustração das ecobags, relatou que este ano teve como inspiração a lenda da serpente. “Existe a história de que a serpente vai acordar e destruir a cidade. Na ilustração, a serpente acorda mas em vez de destruir a cidade, se integra nela, demonstrando todo o seu amor por São Luís”, explicou.

Gabriel Sá comentou ainda que sempre fica muito feliz por contribuir com a ação. “Foi ótimo! Pra mim, é uma honra imensa fazer parte de um projeto tão lindo”, destaca.

10 anos do Instituto
Em março de 2021, o Instituto Antônio Brunno realizou o jubileu dos dez anos de atividades e dez anos de seu fundador, com uma festa religiosa e social durante todo mês e contou uma programação disponível nas redes sociais.

Todos os anos, a fundação faz a sua tradicional feijoada no mês de dezembro, porém com a pandemia da Covid-19, a festa não foi realizada. Para suprir a falta da comemoração, foi criada a campanha: Leitura é cultura, leia livros.

SAIBA MAIS

Lenda da serpente

Segundo a lenda, haveria uma serpente adormecida no subsolo da cidade, cuja cabeça se encontra na fonte do Ribeirão e a cauda embaixo da Igreja de São Pantaleão. Assim, no dia em que a cabeça encontrar a cauda o animal acordará e destruíra a ilha de São Luís.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte