Cidades | Risco

Mapa mostra a suscetibilidade de Barreirinhas a desastres naturais

Cidade tem 4% da sua área com grau de suscetibilidade alto para inundações, o que equivale a 133 quilômetros quadrados
06/10/2021 às 00h00
Mapa mostra a suscetibilidade de Barreirinhas a desastres naturaisReprodução

O Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM), empresa pública ligada ao Ministério de Minas e Energia, publicou uma carta de suscetibilidade a movimentos gravitacionais de massa e inundação na cidade de Barreirinhas (a 250 km de São Luís).

Barreirinhas tem 4% da sua área com grau de suscetibilidade alto para inundações, o que equivale a 133 quilômetros quadrados. O município tem apenas 1,86 quilômetros quadrados com suscetibilidade média para deslizamentos devido a movimentos gravitacionais de massa. Praticamente todo o território (99,94%) tem baixo potencial para esses desastres, que ocorreriam apenas se induzidos. Acesse o mapa completo clicando aqui .

O pesquisador Raimundo Conceição ressalta que Suscetibilidade e Risco são conceitos diferentes: sustentabilidade se refere ao potencial que o terreno possui para que ocorra o deslizamento ou a inundação. "Esse potencial pode ser alto, médio ou baixo", afirma.

Já o risco leva em conta o potencial do terreno (suscetibilidade) mais as ocupações (moradias/comunidades) que ali estão estabelecidas (vulnerabilidade). O risco pode ser também alto, médio ou baixo.

As cartas de suscetibilidade são dirigidas especialmente a municípios sujeitos a desastres naturais associados a processos como deslizamentos, corridas de massa, inundações e enxurradas e são elaboradas em atenção às diretrizes da Política Nacional de Proteção e Defesa Civil (PNPDEC), estabelecida em 2012.

A PNPDEC contempla, entre seus princípios fundamentais, as ações de mapeamento e prevenção, bem como sua integração às demais políticas setoriais, como as de ordenamento territorial, desenvolvimento urbano e meio ambiente, entre outras, tendo em vista a promoção do desenvolvimento sustentável no País.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte