PH

Coluna PH

06/10/2021
As tardes/noites de domingo no Casarão Colonial, no Centro Histórico de São Luís, são comandadas pela dupla de hostesses Mirella Castelo Branco e Ana Sousa, que sempre recebem a todos com um largo sorriso. Na foto, elas posam em um dos cenários emblemáticos do espaço, ou seja, as janelas que dão vista para a Rua Afonso Pena

Maratona solidária
O SBT e a AACD divulgaram ontem, durante a coletiva de imprensa virtual, a programação artística do programa que marcará a Campanha AACD Teleton 2021 na TV aberta e internet.
A 24ª edição da maratona solidária terá seu principal momento nos dias 22 e 23 de outubro diretamente dos estúdios do SBT, em São Paulo. Com aproximadamente 12 horas de duração, terá como tema principal a “Inclusão”, e contará com a presença de diversas celebridades.
Além da cantora Ivete Sangalo na abertura, como já tem sido tradicional nos últimos anos, o maranhense Pablo Vittar e a dupla Simone & Simaria participarão pela primeira vez da campanha, ao lado de um grande elenco de artistas e convidados ao vivo no palco – respeitando os protocolos de segurança devido à pandemia da Covid-19.
O programa acontecerá em dois dias: Eliana e Daniel, padrinhos do evento, abrem o programa na sexta-feira (22), às 23h30. Maisa Silva, madrinha digital, abrirá a maratona no sábado (23), que começará às 14h15 e irá até meia-noite.

Crescimento
Dados levantados pela maior pesquisa sobre empreendedorismo no mundo revelam que a taxa de empreendedorismo potencial no Brasil teve um crescimento de 75%, passando de 30% (em 2019), para 53% (em 2020).
Os números fazem parte da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), realizada com apoio do Sebrae, em parceria com o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBPQ).
O percentual representa 50 milhões de brasileiros que ainda não empreendem e que querem abrir um negócio nos próximos três anos. Desse total, 1/3 teria sido motivado pela pandemia da Covid-19.
Os números inéditos foram divulgados ontem, Dia Nacional das Micro e Pequenas Empresas (MPE), pelo presidente do Sebrae, Carlos Melles, durante coletiva virtual com a imprensa.

TVN e Cinema Itinerante
Operadora de Telefonia Fixa e Móvel, TV HD, Internet Fibra óptica, a TVN está promovendo o Cinema Itinerante, uma ação cultural que percorre algumas cidades cobertas pela operadora, com a exibição do filme maranhense “Muleque Té Doido 3 – Mais Doido Ainda”. O projeto tem como objetivo levar o cinema maranhense àqueles que não tem acesso ao mesmo, e é viabilizado graças ao apoio da TVN.
Para o mês de outubro foram programadas três exibições: Itapecuru, dia 12, São Luís (na Cidade Olímpica), dia 23, e Rosário, dia 29.
A cidade de Chapadinha foi palco do projeto no dia 4 de setembro. Na Praça da Sé, pessoas de todas as idades curtiram as aventuras do quarteto atrapalhado das personagens Erlanes, Nikima, Sorriso e Guida.
Após a exibição do filme o diretor e produtor, Francisco Duarte da Silva, destacou a importância da valorização do cinema maranhense e da parceria de sucesso com a TVN.
Vale lembrar que o filme instiga na população o sentimento de pertencimento e representatividade da cultura do nosso Estado.

Dia das Crianças
O Hotel Blue Tree São Luís, no Calhau, preparou programação especial para o Dia das Crianças, com a temática “Blue Tree Colors”.
As atividades acontecerão na próxima terça-feira (12), um feriado, com recreação, pintura em tela e oficina de massinha.
Destaque para a aprazível área aberta com piscina, jardim e uma bela vista, proporcionando momentos inesquecíveis de lazer para a garotada e, também, para os adultos.

DE RELANCE

Morticínio das abelhas
Faço coro com o cronista Nilson Souza ao dizer, ontem, dia do aniversário da nossa Constituição Cidadã que o Ulysses da mitologia política brasileira assinou com caneta de ouro antes de sumir no mar, que fazia um apelo aos todo-poderosos guardiões da Carta para que busquem urgentemente no artigo 225 algum dispositivo para conter o morticínio das abelhas no país. Ele, mesmo sabendo de correr o risco de levar ferroadas nas redes sociais por se preocupar com insetos num momento em que a família humana sofre perdas dolorosas com a pandemia, afirma que não pode deixar de se manifestar sobre um sinal tão evidente da catástrofe ambiental que pode ser evitada.

Morticínio das abelhas...2
No contexto: se continuarmos envenenando as plantações e as flores com esta mistura letal de ganância e pesticidas, acabaremos revogando aquela sentença emblemática do poeta Pablo Neruda: “Podes cortar todas as flores, mas não podes impedir a Primavera de aparecer”. A estação da beleza está aí e as abelhas estão sendo dizimadas. Como aqueles macacos que morrem de febre amarela antes do mal chegar aos humanos, é um indício claro de que os alimentos, a água e o próprio ar estão sendo contaminados por partículas nocivas à vida.

Morticínio das abelhas...3
Tem mais: o pretexto para tamanha insensatez todos conhecemos: reduzir a produção agrícola, dizem os defensores dos defensivos, seria o mesmo que semear a fome. Como se a desigualdade social, o desemprego e as más políticas públicas já não estivessem fazendo esse nefasto trabalho. Defensivos agrícolas ou pesticidas, independentemente do embate ideológico pela nomenclatura, podem até ser necessários em certas situações, mas não podem ter um efeito colateral tão danoso.

Morticínio das abelhas...4
Em tempo: assim como a ciência buscou e continua buscando vacinas eficientes para a triste peste que nos atormenta, devem os pesquisadores, as autoridades e os governos investir com urgência em novas soluções para produção de grãos. Enquanto isso, suspenda-se imediatamente a aplicação do veneno. Quando assinou a Carta da esperança naquele 5 de outubro de 1988, o então presidente da Assembleia Nacional Constituinte avisou que aquele instrumento seria “o amparo dos fracos injustiçados e o castigo dos fortes prepotentes”. Estamos, portanto, entre o mel e o ferrão.

Educação & Esporte
Um presente antecipado de Dia das Crianças, na forma de cidadania, e garantia de oferta de esporte educação para os menores assistidos pela Associação Beneficente de Mães da Vila Nova! Será lançado hoje o “Criança Feliz”, projeto que une educação e esporte para crianças da Vila Nova pertencente à Associação Beneficente de Mães da Vila Nova. O projeto foi viabilizado graças ao patrocínio do Grupo Potiguar e do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte.

Educação & Esporte...2
Aliada à educação, a atividade esportiva obtém resultados significativos no fortalecimento da cidadania. E unir essas duas áreas e melhorar a qualidade de vida das crianças da comunidade Vila Nova, em São Luís, é o objetivo do Projeto Criança Feliz, que oferece aulas de judô e balé para 56 alunos da Creche Nossa Senhora das Graças, que trabalha com um público infantil de dois a cinco anos de idade. Vale ressaltar que, estas modalidades esportivas já são realizadas, há pelo menos cinco anos, graças ao voluntariado de professores.

Educação & Esporte...3
A coordenadora da Creche Nossa Senhora das Graças, Arlete Pereira, que também coordena o projeto, declarou que esse apoio da Potiguar vai mudar para bem melhor a realidade do projeto e das crianças beneficiadas: “Pela primeira vez, somos contemplados com a Lei de Incentivo, e isso significa que nossos professores passarão a ser remunerados. Temos a garantia que os nossos alunos de judô e de balé receberão uniformes e refeições, além do aprendizado. Nos últimos dez anos, temos contado com a ajuda do Grupo Potiguar, com contribuições significativas para a manutenção estrutural do prédio da creche, e, desta vez, felizmente, a empresa será a mantenedora do projeto, por meio da lei”, destacou Arlete.

Síndrome de Haff
O deputado Roberto Costa tem chamado a atenção para as notícias falsas que circulam no Maranhão sobre a Síndrome de Haff, conhecida como “doença da urina preta”, que têm causado prejuízos econômicos ao mercado de pescado. Não há nenhum registro dessa doença no Maranhão, segundo o parlamentar, pois a maior parte dos casos está concentrada na região Norte do Brasil. No entanto, toda a cadeia produtiva local vem sofrendo prejuízos por conta de informações falsas que circulam nas redes sociais.

Para escrever na pedra:
“Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome.” De Clarice Lispector.

TRIVIAL VARIADO

A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, em segundo turno, projeto de lei de autoria do deputado Marco Aurélio (PCdoB) que institui o Dia Estadual da Literatura Maranhense, a ser comemorado em 10 de agosto.

O PL seguiu para sanção governamental. A data, conforme o autor da proposta, foi escolhida por coincidir com a do nascimento de Gonçalves Dias, maranhense e expoente do romantismo brasileiro, além de ser a mesma em que foi fundada a Academia Maranhense de Letras.

Terça que vem, Dia das Crianças, sugere que teremos feriadão no final desta semana. Alguns municípios já sinalizaram que vão decretar ponto facultativo segunda. Essa é a tendência e o pessoal do trade turístico se anima. Ajuda a mitigar os malefícios da Covid.

O vereador André Jardins, de Presidente Dutra, está na cidade com a esposa Elly Araújo ultimando os preparativos para a grande festa que realiza dia 5 de novembro, em Presidente Dutra, para o lançamento dos livros deste Repórter PH.

Corre nas redes sociais que quando Roberto Jefferson, o presidente do PTB foi preso, passou o partido para Graciela Nievov, desafeta da filha dele, Cristiani Brasil, que por isso teria comentado: ‘Ele não está bem da cabeça’. Alguém retrucou no Face: agora que ela descobriu isso?

Esta coluna já começou os primeiros testes para o novo tempo que começa no fim deste mês com a migração de toda a estrutura do jornal O Estado do Maranhão para o portal Imirante.com, que passa a hospedar toda a equipe de notícias e comentários do matutino que deixará de ser impresso e passará e ser on-line.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte