Esporte | Jogo pesado

Moto perde por 4 a 2 em jogo com público, no Nhozinho Santos

Em jogo no qual a estrela era a volta parcial do público, após longo período pandêmico, time maranhense foi eliminado do Campeonato Brasileiro da Série D
Thiago Bastos / O Estado03/10/2021 às 17h03
Jogo aconteceu na tarde deste domingo

São Luís - O Moto Club foi eliminado do Campeonato Brasileiro da Série D. Jogando no Estádio Municipal Nhozinho Santos e com a volta da torcida, o América-RN não tomou conhecimento e venceu por 4 a 2. Na ida, já venceu por um a zero.
Com o resultado, o "Papão" agora se prepara para a Pré-Copa do Nordeste.

No começo do jogo, o time maranhense até deu sinais de que faria o placar necessário, ou seja, uma vitória com pelo menos um gol de diferença.

Aos 4 minutos, Márcio Diogo após roubo de bola de Henrique chutou e o zagueiro americano salvou em cima da linha.
Dois minutos mais tarde, o meia Mazinho, que um dia já fora chamado de "Messi Black", chutou cruzado e bateu sem chances para João Paulo.

Aos 8 minutos, nova chance com Márcio Diogo. Ele recebeu na entrada da área e chutou para fora.
Dos 8 aos 24 minutos do primeiro tempo, o América-RN equilibrou o jogo e controlou o ritmo da partida. Tanto que o visitante passou a ter as melhores chances. Apático, o Moto aceitava.

Aos 26 minutos, Erick Varão cabeceou com perigo. A última chance do Moto foi com Vander para fora. Aos 36 minutos, Marinho recebeu livre e em condições e marcou o dois a zero.

No segundo tempo, o América-RN permaneceu em cima do adversário e não "sentou" no resultado. O Moto se expôs e jogou com somente um volante, o que deu mais chances para os contra-ataques. Aos 15 da etapa complementar, Luiz Henrique colocou o 3 a 0 no placar.

Em dois lances, o Moto ainda deu esperança, com gols de Lucas Hulk e Wallace Lima. Mas o América voltou a marcar aos 39 minutos, novamente com Luiz Henrique se aproveitando de nova falha defensiva do "Papão".

A diretoria deve se manifestar nas próximas horas sobre a continuidade ou não da atual comissão técnica.

Público acompanhou o jogo no Nhozinho Santos depois de longo jejum

Protocolos
Pelos protocolos sanitários, foram liberados 3.843 ingressos, ou seja, 30% dos 11.810 espaços da arquibancada do estádio.

Para evitar a formação de filas e aglomerações, o acesso do torcedor às arquibancadas começou ao meio-dia. O uso de máscara era obrigatório.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF), responsável pela competição, não permite a entrada nos estádios de competição de seus federados de pessoas não vacinadas e, por isso, foi recomendado que o torcedor levasse seu comprovante de vacina para apresentação.

Com essa determinação, no jogo deste domingo só foi permitida a entrada de crianças a partir de 12 anos, mesmo com apenas a primeira dose da vacina.

Entre as principais medidas editadas no Decreto Municipal nº 57.179 de 16 de setembro de 20021 - de retorno de público aos estádios em jogos nos estádios de competência municipal, está a limitação de torcedores a 30% da capacidade.

Foram liberados 30% dos 11.810 espaços da arquibancada do estádio

Galeria de fotos

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte