Economia | Campanha exploratória

Eneva perfura mais um poço na Bacia do Parnaíba em busca de óleo e gás

Companhia perfurou poço o pioneiro do bloco PN-T-163, arrematado na 13ª Rodada de Licitações da Agência Nacional de Petróleo (ANP)
03/10/2021 às 09h30
Eneva perfura mais um poço na Bacia do Parnaíba em busca de óleo e gásA Eneva tem cinco campos produtores e quatro em desenvolvimento na Bacia do Parnaíba (Divulgação)

A Eneva perfurou o poço pioneiro do bloco terrestre PN-T-163, localizado na Bacia do Parnaíba. Segundo as informações da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP), a perfuração do 1-ENV-23-MA foi iniciada dia 28 deste mês.

O PN-T-163 foi arrematado na 13ª Rodada de Licitações da ANP, realizada em 2015, junto com outros quatro blocos (PN-T-103, PN-T-146, PN-T-69 e PN-T-87). Todos eles estão em seu segundo período exploratório, cujo término está programado para setembro de 2022.

Os blocos PN-T-103, PN-T-146 e PN-T-69 possuem poços perfurados, sendo a perfuração do PN-T-146 a mais recente. Até o momento, somente três descobertas foram realizadas na área dos cinco blocos adquiridos na 13ª Rodada, sendo duas no PN-T-69, feitas em junho e setembro de 2019, e uma no PN-T-103, feita em abril do mesmo ano. Todas as descobertas foram de gás.

Portfólio

A Eneva opera 25 blocos exploratórios, dos quais 17 estão localizados na Bacia do Parnaíba. As oito áreas restantes foram arrematadas no 2º Ciclo da Oferta Permanente, em 2020, sendo sete blocos exploratórios nas bacias do Amazonas e Paraná e a área de acumulação marginal de Juruá, na Bacia de Solimões.

A Eneva tem ainda cinco campos produtores (Gavião Real, Gavião Vermelho, Gavião Branco, Gavião Caboclo e Gavião Azul) e quatro em desenvolvimento (Gavião Preto, Gavião Branco Norte, Gavião Tesoura e Gavião Carijó). Esses nove ativos estão localizados na Bacia do Parnaíba, região onde opera o Complexo Parnaíba (parque de geração termelétrica com 2,8 GW de capacidade instalada). Há ainda o campo de Azulão, no Amazonas.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte