Política | Combustíveis

Roseana Sarney critica carta de governadores sobre ICMS

Os gestores estaduais têm sido pressionados a reduzir alíquotas de ICMS, mas têm se negado, alegando que não é o imposto o responsável pela alta, mas, sim, a política de preços da Petrobras
Gilberto Léda da editoria de Política21/09/2021 às 09h11
Roseana Sarney critica carta de governadores sobre ICMSDivulgação

SÃO LUÍS - A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) criticou na segunda-feira, 20, a carta de governadores eximindo-se de culpa pela recente escalada dos preços dos combustíveis.

Os gestores estaduais têm sido pressionados a reduzir alíquotas de ICMS, mas têm se negado, alegando que não é o imposto o responsável pela alta, mas, sim, a política de preços da Petrobras, responsabilidade do governo federal.

Para a governadora, os chefes estaduais deveriam seguir o exemplo de Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, que cortou em cinco pontos percentuais a alíquota do tributo no estado.

"A carta dos governadores sobre o ICMS da gasolina afirma que nenhum governador aumentou o imposto nos últimos 12 meses. Isso não é justificativa para não reduzir o ICMS, como fez o governador do RS, que diminuiu a alíquota de 30 para 25%", escreveu, no Twitter.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte