Geral | Pela democracia

Manifestações são registradas em cidades brasileiras contra o governo Bolsonaro

Os movimentos são uma espécie de resposta para as manifestações consideradas exitosas - em termos de adesão - em prol da presidência; na capital, movimento ocorreu na Avenida Litorânea
12/09/2021 às 13h35

Manifestações ligadas a movimentos sociais promovem neste domingo (12) atos contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). Os movimentos são uma espécie de resposta para as manifestações consideradas exitosas – em termos de adesão – em prol da presidência.

Em várias partes do país, os movimentos Brasil Livre (MBL) e Vem Pra Rua encamparam os atos. Em Copacabana (RJ) por exemplo, a concentração ocorreu nas proximidades da orla. Com cartazes expondo palavras como democracia, por exemplo e outros termos, os manifestantes gritaram palavras de ordem, pediram maior fluxo na vacinação e requererem o impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro.

No Maranhão, os atos foram considerados mais tímidos, em especial na comparação com os registrados no dia 7 deste mês, feriado da Independência.

Movimento se concentrou na Avenida Litorânea. Crédito: Redes Sociais

A concentração do movimento ocorreu na Praça do Pescador, Avenida Litorânea. Representantes de grupos LGBT expressaram, além de contrariedade com a atual gestão do presidente Jair Bolsonaro, palavras opostas às defendidas por grupos de esquerda, o que causou desmobilização nas redes sociais.

À tarde, em São Paulo, durante o ato, muitas pessoas usaram camisetas brancas para pedir "paz", e se apresentaram como uma "terceira via", defendendo "nem Bolsonaro, nem Lula". Na capital paulista, a manifestação ocorreu na Avenida Paulista.

Atos também foram registrados na Avenida Paulista. Crédito: Agência Reuters

Até o fechamento desta reportagem, as manifestações ocorriam de forma pacífica.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte