Política | Ataque

Flávio Dino acredita em ditadura e período de caos com Bolsonaro

Governador do Maranhão fez alerta a parlamentares, como forma de pressão pelo processo de impeachment e diz que pessoas que não são da esquerda devem se posicionar contra Bolsonaro
Ronaldo Rocha da editoria de Política09/09/2021 às 07h32
Flávio Dino acredita em ditadura e período de caos com Bolsonaro Divulgação

SÃO LUÍS - O governador Flávio Dino (PSB) publicou uma série de mensagens ontem em seu perfil em rede social com referência a uma suposta ditadura planejada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) e um período de caos no país.

O chefe do Executivo Estadual intensificou a postura após as manifestações do dia 7 de setembro. Os atos reuniram grandes públicos em todas as capitais do país e funcionou como uma espécie de alerta aos adversários do presidente, uma vez que a adesão foi considerada "gigantesca".

"É ótimo que pessoas que não são de esquerda se manifestem contra Bolsonaro. Não é hora de tribunal sobre o passado, e sim de união contra uma ditadura. Se tivermos êxito, aí teremos a eleição de 2022 para debater o passado e o futuro. Se não, o debate será no cárcere ou no exílio", escreveu o comunista.

Ele também fez um alerta aos parlamentares que atuam no Congresso Nacional.

"Um importante lembrete: depois de um golpe de Estado não existem mais prerrogativas parlamentares, tampouco emendas impositivas ou similares. E os deputados cassados não são apenas da esquerda. Ditadores odeiam parlamentares", continuou.

Dino é pré-candidato ao Senado pelo Maranhão.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte