PH | COLUNA SOCIAL

Pergentino Holanda

07/09/2021
MARANHENSE de Penalva, há mais de 20 anos radicado em Palmas, no Tocantins, o empresário Joseph Madeira (graduado em Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão e em marketing pelo Instituto de Ensino e Pesquisa Objetivo), fez de Palmas sua terra natal, onde solidificou o Grupo Jorima, um conglomerado de empresas que atuam no ramo da vigilância privada e eletrônica, conservação e energia fotovoltaica. Associativista, Joseph Madeira é, atualmente, além de CEO do Grupo Jorima, presidente da Associação Comercial e Industrial de Palmas (ACIPA). Ele e a esposa Adriana aproveitaram o feriadão da Semana da Pátria e vieram rever São Luís. No domingo jantaram com este Repórter PH, no restaurante Cabana do Sol, em noitada que contou ainda com as presenças de Elly Araújo e André Jardins (de Presidente Dutra). Ontem, o casal passou o dia visitando dunas, rios e lagoas dos Lençóis Maranhenses. Acima, Adriana e Joseph com o amigo PH
COMO um apaixonado por São Luís, o empresário Jorge Maciel, dono da Impacto, a maior empresa de Outdoor desta Capital, está marcando presença nesta semana do aniversário de fundação de São Luís com vários outdoors espalhados pela cidade parabenizando-a pelos seus 409 anos

Jean-Paul Belmondo
Lenda do cinema francês, morreu ontem o ator Jean-Paul Belmondo, aos 88 anos, na sua casa de Paris. “Bébel”, como era carinhosamente tratado na França, foi uma das maiores estrelas do cinema europeu sobretudo da década de 1960, mas também das duas décadas seguintes.

Jean-Paul tornou-se uma das caras da nouvelle vague francesa em 1960, ao dar vida a Michel, o criminoso existencialista, duro, cínico e assassino com piada obcecado por Humphrey Bogart, sempre a passar o polegar pelos lábios, de O Acossado (1959), de Jean-Luc Godard, ao lado de Jean Seberg.

Com Claude Chabrol e François Truffaut, fez, respectivamente, Pedido de Divórcio, de 1959, e A Sereia do Mississípi, de 1969, ao lado de Catherine Deneuve.

Jean-Paul Belmondo...2
Pelo menos duas vezes estive lado a lado com o icônico ator francês.

Uma delas foi num restaurante do Hôtel Warwick, a poucos passos da Champs-Élysées, em que ele dividia a mesa com o nosso icônico Pelé e outros amigos.

A outra vez foi no Le Procope, um dos restaurantes mais antigos de Paris. Situado na rue de l'Ancienne Comédie quase na esquina do boulevard Saint Germain, possui uma cozinha típica de brasserie. Meu prato preferido é a epaule d’agneu, uma parte do carneiro que corresponde ao ombro.
No segundo em encontro, tive a agradável e saudosa companhia de Napoleão Sabóia.

João Atanásio
Nascido em Dom Pedro (MA), em 1948, mesmo ano em que nasci em Presidente Dutra, o artista plástico João Atanásio morreu no último fim de semana, no Rio de Janeiro, onde se graduou pela universidade Santa Úrsula e desenvolveu seus estudos de Gravura na Pontifícia Universidade Católica do Rio e na Escola de Artes Visuais do Parque Lage.

Ainda criança ele morou alguns anos em minha cidade natal e se tornou um dos meus maiores amigos de infância. Depois foi morar em Bacabal e de lá partiu para o mundo.

João Atanásio...2
Só muitos anos depois, por volta de 1986, reencontrei o velho amigo João Atanásio. Foi em Madri, na Espanha, onde ele residiu no período de 1985 a 1987. Touradas, flamenco, El Grecco, Lorca, Hemingway povoaram os nossos passeios e conversas.

Na capital espanhola ele frequentou a Faculdade de Belas Artes San Fernando. Como bolsista, trabalhou nas oficinas de Gravura do Museu Espanhol de Arte Contemporânea.

A notícia do seu falecimento me foi dada ontem pelo também artista plástico Fernando Mendonça, que há muitos anos reside no Rio.

A maior crise do Brasil
Se fala na crise entre os poderes como se ela fosse a mais importante do país. Não é. A crise mais grave do Brasil é entre vizinhos que pensam diferente e não se falam mais, entre o tio e o sobrinho que brigaram no grupo da família por causa do Lula e do Bolsonaro, entre os pais dos coleguinhas que contaminam as relações de seus filhos com uma radicalização destrutiva. A maior crise do Brasil é quando as pessoas sensatas chegam à conclusão de que é melhor não falar sobre política para não brigar.

TRIVIAL VARIADO

Se você está preocupado ou entusiasmado com este 7 de Setembro, espere para ver o que acontecerá em 2022. Esta terça-feira será só um ensaio. No próximo ano, estaremos celebrando os 200 anos da Independência, poucos dias antes da eleição mais tensa da História recente do país.

No capítulo: datas redondas exercem sobre nós a mesma fascinação que a luz sobre as mariposas.

Estejamos atentos, hoje, para o ensaio geral de loucura, do devaneio e da absoluta incompreensão do que deva ser um país. Força, fogo, intolerância, radicalismo, burrice. Tudo em nome de algo que passa longe da única fórmula que garante o sucesso de um projeto de nação.

Em tempo: no futuro, aconteça o que acontecer, 2021 será lembrado como o ensaio de 2022. Ao menos que alguém encontre um novo grito que consiga unir e emocionar. E não basta berrar. É preciso ser ouvido. E é aí que tudo fica mais complexo.

Para quem quiser entender um pouco melhor o momento que vivemos, o livro Ciberpopulismo, de Andrés Bruzzone, é uma boa dica. A obra aborda o impacto da tecnologia na polarização política. São 125 páginas de Brasil explícito.
Ganha força um assunto que já deixa os
consumidores animados e no aguardo de uma aprovação: o Delivery do Combustível. A ANP discute um novo marco regulatório do setor e, sendo regulamentado, o motorista poderá abastecer o carro usando apenas o celular e sem sair de casa.

Pelo andar da carruagem, os prefeitos maranhenses irão pelejar para conseguir manter as contas em dia. Isso porque, com o anúncio nas mudanças do IR, já tem gente reclamando, tentando camuflar a responsabilidade pela falta de prestígio e liderança no Congresso Nacional.

DE RELANCE

Sabores de São Luís
O Restaurante Escola do Senac será palco, nos dias 10 e 11 de setembro, do Festival Gastronômico “Sabores de São Luís”, uma iniciativa da Instituição como forma de participar do Mobiliza SLZ, movimento que veio para fortalecer e celebrar o que São Luís tem de mais belo e representativo: a Cultura, o Turismo e a Economia Criativa através de uma rede plural e transformadora, pautada na troca de ideias e experiências. O festival acontece em parceria com o Sebrae e será aberto ao público, sempre das 12h às 15h.

Sabores de São Luís...2
O Festival “Sabores de São Luís” será composto por três atividades simultâneas, são elas: Coquetéis e Drink’s Ludovicenses; Culinária da Nossa Terra; e Exposição e Venda de Artesanatos da Cultura desta Capital. A primeira será focada nas bebidas, por meio de uma carta especial de drink’s e coquetéis exclusivos elaborados com produtos maranhenses, onde também será possível que clientes participem de dinâmica de preparação de coquetel no balcão do bar, acompanhados de explicações sobre sua composição por instrutores do Senac.

Sabores de São Luís...3
A atividade “Culinária da Nossa Terra” vai oferecer no cardápio pratos típicos da cultura gastronômica maranhense. Em momentos determinados, um cliente também será convidado a visitar a cozinha do Restaurante Escola para “colocar a mão na massa”, participando da elaboração de um prato e entendendo seus insumos e modo de preparo, sempre sob a orientação de um instrutor. Nos dois dias de festival, o público poderá conferir e adquirir artesanatos tipicamente regionais, que estarão expostos para comercialização em um espaço do salão do restaurante.

SVT Faculdade e Unimar
Prosseguem as inscrições para o mestrado e doutorado em Direito na prestigiosa Universidade de Marília, a ser ministrado em São Luís na SVT Faculdade. O importante convênio acadêmico e interinstitucional recebeu ampla receptividade no meio universitário maranhense. Os cursos são avaliados pela CAPES, ambos com conceituação quatro. Trata-se do Mestrado e do Doutorado em Direito, área de concentração em “Empreendimentos Econômicos, Desenvolvimento e Mudança Social”.

SVT Faculdade...2
No assunto: os cursos integram o Programa de Pós-Graduação em Direito, e compõem-se de duas linhas de pesquisa: 1. “Relações Empresariais, Desenvolvimento e Demandas Sociais”; e 2. “Empreendimentos Econômicos, Processualidade e Relações Juríídicas”. E terão a coordenação do professor doutor Sergio Tamer, diretor-geral da SVT Faculdade.

Encontro com empresários
O Sistema Fiema promove no próximo dia 10, mais uma edição do “Encontro com Empresários”. O evento online tem como objetivo contribuir com insights e inspiração para a jornada de inovação de produtos, serviços e modelos de negócios. O evento contará com a participação da equipe do Observatório do Sistema FIEP (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), que pelo terceiro ano desenvolve o estudo anual “Tendências”, uma síntese de sinais extraídos de organizações nacionais e globais, provedores de tecnologia, estudos acadêmicos, startups inovadoras e registros de patentes.

Encontro com empresários...2
Vale destacar que o encontro abordará temas que mesmo sob o impacto da pandemia global, continuam sendo palco de experiências desafiadoras, como a “antifragilidade”, “negócios regenerativos”, “escritórios fluidos”, “presente estendido”. Em um mundo que passou a funcionar massivamente on-line, desponta com força a “internet dos comportamentos”, as transmissões de “live commerce” e o modelo de negócios de “marketplaces de nicho”.

Encontro com empresários...3
A revolução em curso do sistema financeiro toma corpo nas tendências “dinheiro 4.0” e “NTFs”, que prometem, respectivamente, revolucionar a posse exclusiva no mundo virtual e a comprovação da propriedade intelectual. Ainda em termos tecnológicos, com a conectividade exponencial de redes e dispositivos, aumentam proporcionalmente os riscos de ataques virtuais e abre-se espaço para o surgimento dos rituais de “higiene cibernética” como contramedida.

Para escrever na pedra:
“Nunca perca a fé na humanidade, pois ela é como um oceano. Só porque existem algumas gotas de água suja nele, não quer dizer que ele esteja sujo por completo”. De Mahatma Gandhi.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte