Cidades | Acidente

Trânsito e direção: atenção deve ser redobrada nas vias

Falta de cumprimento das normas de trânsito é comum nas vias; segundo o Detran, neste ano, 187 condutores foram multados por dirigir sob efeito de álcool na capital
Ismael Araújo / O Estado18/08/2021
Trânsito e direção: atenção deve ser redobrada nas viasBlitze da Lei Seca são realizadas regularmente em São Luís, sobretudo nos fins de semana (Divulgação)

São Luís - A segurança do ser humano deve sempre estar em primeiro lugar, principalmente quando o assunto é trânsito e direção, mas nem sempre é o que se observa nas vias da Grande Ilha e no interior do estado. Dados do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) mostram que, somente neste ano, 187 condutores já foram multados por dirigirem sob influenciar de bebida alcoólica na capital e, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), no ano passado ocorreram 96 acidentes, em estradas federais que cortam o Maranhão, ocasionados por motoristas em estado de embriaguez.

Ainda segundo a PRF, a BR-010 foi a campeã dos casos, um total de 25 acidentes provocados por motoristas sob efeito de bebida alcoólica, em seguida, a BR-135, com 24 casos. Em terceiro lugar, a rodovia federal 222, que registrou 21 acidentes. A BR-316, teve o registro de 13 casos; a BR-230, 11 e apenas dois acidentes ocorreram na BR-226.

Os dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP) também chamam atenção com relação aos casos de acidente de trânsito ocorrido na Grande Ilha. Somente no mês passado, nove pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito e este mês já tem o registro de cinco óbitos.

Acidente e morte
Uma adolescente, de 17 anos, está internada no Centro Socioeducativo Florescer, uma das unidades da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), localizada em São Luís, cumprido medida socioeducativa. De acordo com a polícia, ela foi autuada e apreendida pelo delegado do Plantão da Polícia Civil das Cajazeiras, Ronilson Moura.

A polícia informou que a adolescente, na noite do último dia 14, estaria conduzindo um veículo Corolla, de placas OXS-4079, que pertence a um militar da Marinha, e atropelou um grupo de pessoas, que estava em uma parada de coletivo, localiza nas Rua das Cajazeiras, no centro da cidade.

Morreram no acidente David Ricardo Pacheco, de 13 anos; João Vitor Pinto de Sousa, de 16 anos; e Maria Raimunda Lavoura de Sousa, de 57 anos; duas pessoas ficaram gravemente feridas e foram levadas para o Socorrão I, no Centro, onde passaram por tratamento cirúrgico. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Neste ano, o primeiro acidente de trânsito com morte na Ilha ocorreu no 2 de janeiro, no bairro Cohab-Anil III, e teve como vítima o agente penitenciário temporário Wenes Nogueira Rodrigues, de 35 anos. Segundo a polícia, um veículo conduzido por outro agente temporário, Vitor França Alves, de 26 anos, que estaria sob efeito de bebida alcoólica, colidiu na motocicleta da vítima.

Wenes Nogueira sofreu várias fraturas pelo corpo e cabeça e morreu no local. O condutor do carro foi preso em flagrante e apresentado no Plantão Central de Polícia Civil do Cohatrac. O caso foi investigado pela Delegacia de Acidente de Trânsito (DAT) e o inquérito já foi encaminhado ao Poder Judiciário.

Combate
O Detran-MA, em parceria com o Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPRV), realiza de forma contínua as ações da Lei Seca na Grande Ilha. Para o diretor-geral do Detran-MA, Francisco Nagib, as blitze da Lei Seca são essenciais para a conscientização dos condutores e redução de acidentes. “Os condutores precisam se conscientizar de que bebida não combina com direção. A Lei Seca existe para alertar sobre o risco de dirigir após consumir bebida alcoólica. O objetivo desta ação é salvar vidas”, frisou Nagib.

Ele também disse que durante as abordagens, além da fiscalização, a equipe de Educação para o Trânsito do Detran-MA faz um trabalho de conscientização e educação dos motoristas sobre a importância de seguir as normas para redução de acidentes de trânsito.

No decorrer deste último fim de semana ocorreram duas ações da Lei Seca na Ilha que resultou em 198 veículos abordados, foram realizados 175 testes de etilômetro, ocorreram 27 recusas e duas autuações por alcoolemia. Enquanto, ao longo do mês passado, ocorreram sete ações da operação da Lei Seca, com um total de 943 abordagens a veículos,864 testes com o etilômetro, 79 infrações por recusa ao teste e 37 condutores foram autuados por dirigirem sob efeito de álcool.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte