Bons resultados

Desenvolvimento integral: Estação Conhecimento de Arari completa 10 anos

Estação atua no contraturno do horário escolar, oferecendo de maneira gratuita a crianças e adolescentes atividades educacionais, esportivas e culturais, incluindo acompanhamento pedagógico, nutricional, psicológico, médico e odontológico

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h15
Aulas de música também fazem parte  da programação da Estação
Aulas de música também fazem parte da programação da Estação (música)

Maranhão - Talvez você já tenha passado pela Estação Conhecimento de Arari ao viajar pela BR-222 e não conheça o trabalho que esse projeto de educação integral realiza há uma década com jovens daquele município. Mantida pela Fundação Vale, a Estação atua no contraturno do horário escolar, oferecendo de maneira gratuita a crianças e adolescentes atividades educacionais, esportivas e culturais, incluindo acompanhamento pedagógico, nutricional, psicológico, médico e odontológico.

No aniversário de uma década, a instituição celebra resultados expressivos nas áreas de educação e saúde: oito em cada dez inscritos aumentaram suas notas na escola regular desde que começaram a ser atendidos pela instituição; e 7 em cada 10 alunos perceberam melhora na sua saúde em geral. Os resultados alcançam outras áreas. Os dados fazem parte da Avaliação de Impacto da Estação Conhecimento de 2021. Desde a sua inauguração, a EC de Arari já atendeu diretamente cerca de 4.500 jovens e quase 11 mil pessoas indiretamente.

“A Estação Conhecimento Arari tem foco no desenvolvimento integral dos inscritos e suas famílias: intelectual, emocional, cultural e social. Hoje, além do atendimento direto de aproximadamente 600 crianças e adolescentes inscritos, a Estação Conhecimento de Arari desenvolve projetos voltados para as comunidades vizinhas, como o núcleo de permacultura. Nossa expectativa é contribuir cada vez mais com o desenvolvimento da região, estabelecendo parcerias e valorizando as potencialidades de Arari.” Fernanda Fingerl, gerente de Metodologias da Fundação Vale.

Localizada às margens da rodovia, próximo à entrada da cidade, a Estação, como é mais conhecida nas comunidades de Arari, funciona cinco dias por semana e atende crianças e jovens com idade entre 5 e 18 anos. Oferece ainda aos inscritos transporte e alimentação. Durante a pandemia, as atividades presenciais foram suspensas, mas algumas atividades continuam de maneira online.

Entre as atividades regularmente desenvolvidas na Estação estão: letramento e numeramento; letramento digital, espaços de leitura e contação de histórias; atletismo, futebol, natação, capoeira, teatro, dança e música. Uma equipe multidisciplinar de saúde realiza ainda acompanhamento áreas como: odontologia, psicologia, serviço social, entre outros. Mas o atendimento não se encerra no local, os profissionais também desenvolvem ações junto às famílias de cada aluno. Ao todo, esse atendimento alcança cerca de 900 pessoas.

“Sou Sara. Eu e minha irmã estamos na Estação há 4 anos. Desde que eu entrei parece que minha vida mudou. Lá é divertido, alegre, os professores e diretores são legais. A Estação me ajuda a ter uma educação melhor, a falar melhor, a comer melhor e mais saudável. Com a pandemia, não estamos indo, mas os professores mandam as atividades aqui em casa. Também entregam alimentos, conversam com a gente e com a nossa família”, afirmou Sarah Sousa, de 11 anos, da comunidade Bonfim, em Arari.

Consciência ambiental e geração de renda às famílias
Na frente de apoio às famílias, atua o núcleo rural da Estação, que hoje ocupa uma área de mais de 27 hectares. Funciona como um espaço de experimentação e práticas de produção sustentável de alimentos; e ainda do uso racional dos recursos naturais.

Entre as tecnologias produtivas oferecidas, destacam-se: a produção cultivo orgânico de hortaliças por meio da técnica mandala, espiral de pneu; a produção e uso de biofertilizantes; a captação, reserva e uso de água da chuva, através de técnicas de bioconstrução; coelhário e minhocário, como técnica para a produção de biofertilizantes; e ainda a produção e cultivo de mudas frutíferas.

São práticas de baixo custo, facilmente aplicadas nos quintais das residências. Além do curso e acompanhamento técnico, as famílias chegam a receber insumos e suporte para replicar as tecnologias sociais nas hortas comunitárias, quintais e campos agroecológicos. Cerca de 180 famílias de baixa renda daquela região são atendidas por essa frente.

Entres os resultados alcançados estão: a produção de alimentos orgânicos livres de agrotóxicos para consumo das famílias, comercialização dos produtos excedentes para incremento da renda familiar; diminuição da queima do lixo; adesão ao sistema de seleção de materiais descartados e uso de buraco do lixo; e ainda a ampliação da consciência ambiental.

“O projeto trouxe para nossa comunidade muitos benefícios e muito aprendizado. Falando propriamente de mim, aprendi a fazer compostagem, hortas, biofertilizantes e mais um monte de coisa. Aqui na comunidade nós vivemos melhor com o que aprendemos lá. E a gente ensina para o restante da comunidade e assim cada um vai melhorando seu quintal. Tudo isso ficou e vai ficar aqui em nossas vidas”, disse Rosilda do Espírito Santo, da comunidade Mata, em Arari.

Para o público de jovens e adultos, a Estação realiza ainda um curso online de pré-vestibular comunitário que apoia a preparação dos alunos da rede pública. A ideia é contribuir para aumentar as chances de acesso desses jovens ao ensino de nível superior.

SAIBA MAIS

Durante a pandemia da Covid-19
Com a pandemia da Covid-19, a EC Arari teve que desenvolver atividades a distância. O processo de construção foi feito em conjunto com os pais das crianças e adolescentes. As atividades presenciais devem ser retomadas tão logo haja condições seguras e anuência das autoridades de saúde responsáveis pelo controle da pandemia.

Quer fazer parte da Estação Conhecimento?
Se você mora em Arari ou região e se interessou pelo trabalho desenvolvido pela Estação, as inscrições são feitas pelo site da Instituição www.estacaoconhecimentoarari.org a partir do preenchimento do formulário disponível na aba “quero participar”.

Resultados alcançados pela EC Arari

  • 8 a cada 10 crianças na estação aumentaram suas notas na escola
  • 8 a cada 10 crianças perceberam melhoras na sua saúde em geral
  • 7 a cada 10 adolescentes se sentem mais interessados em relação a desigualdade de gênero, ou seja, as desigualdades que ainda existem na sociedade entre homens e mulheres e também em relação a desigualdade de cor e raça
  • 7 a cada 10 adolescentes estão mais atuantes em suas comunidades
  • 7 a cada 10 mulheres do GAF – Grupo de Atendimento a Família estão participando mais em espaços de conversas e discussão
  • 8 a cada 10 mulheres aumentaram os seus conhecimentos sobre os cuidados com a saúde e higiene bucal
  • 8 a cada 10 responsáveis estão participando mais as atividades dos filhos e filhas
  • 9 a cada 10 responsáveis relataram que adotaram hábitos de alimentação mais saudáveis.
Fonte: Avaliação de Impacto da Estação Conhecimento, 2021.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.