Geral | Alimentação

O impacto das férias escolares no carrinho dos brasileiros

Saiba o que entra e o que sai para agradar os pequenos e dicas de alimentação segundo nutricionista
19/07/2021 às 17h06
O impacto das férias escolares no carrinho dos brasileiros. (Divulgação)

Rio - Todos que tem criança em casa sabem como o mês de julho é aguardado pelos pequenos. Marcado no calendário das famílias brasileiras, essa época do ano é muito especial pois representa o período de férias escolares, sinônimo de descanso e lazer. Mas a chegada da folga também significa um maior tempo que a criançada passará em casa, esvaziando a despensa e demandando produtos mais específicos.

Segundo o consultor de varejo e nutricionista Marco Quintarelli, os mais novos estão se alimentando de forma cada vez mais equilibrada. Apesar dos salgadinhos, biscoitos recheados, doces e guloseimas ainda serem favoritos, com a ascensão das redes sociais como o TikTok, a curiosidade no paladar infantil tem se desenvolvido mais rápido. "Por estarem tendo contato com vídeos de receitas logo cedo, muitas crianças e adolescentes estão buscando também outros tipos de alimento. Um exemplo disso foi o pimentão, que teve sua procura aumentada após um sanduíche de pimentão viralizar nas redes" explica o especialista em tendências de consumo.

Além disso, Quintarelli afirma que as gerações estão se tornando cada vez mais saudáveis por influência dos pais, abandonando produtos como o refrigerante, por exemplo. No entanto, itens como achocolatado, pães e frios devem se manter em alta durante o período, balanceados por frutas, verduras e cereais, que em ano de pandemia estão cada vez mais presentes na dieta para aumentar a imunidade. "Introduzir alimentos ricos em vitaminas para crianças é muito importante, sobretudo nesse momento que vivemos. O importante é descascar mais e desembalar menos" afirma.

Como dica para os pais, ele aponta métodos criativos para atrair o desejo dos pequenos. "Cortar legumes em formatos divertidos, criar opções coloridas e que chamem atenção, e preparar lanches e petiscos mais equilibrados são as melhores formas de transformar o paladar infanto-juvenil. Os responsáveis devem aproveitar o período de férias para preparar vitaminas gostosas, sanduíches naturais, saladas de frutas e pastinhas para as crianças experimentarem. Assim, com certeza elas irão se interessar cada vez mais" conclui Quintarelli.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte