Política | Reunião

Para antecipar a 2ª dose, estados devem apresentar parecer

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, solicitou dos governadores, durante reunião ocorrida ontem, pareceres técnicos para embasar pedido de antecipação
Gilberto Léda/Da Editoria de Política14/07/2021

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, solicitou ontem, em reunião com governadores, que as gestões estaduais encaminhem pareceres técnicos das suas equipes de Saúde que embasem os pedidos de mudança do protocolo de imunização com as vacinas da Pfizer e da AstraZeneca.
Atualmente, o Brasil adota como protocolo um intervalo de 90 dias entre a primeira e a segunda doses desses imunizantes - embora em vários países a segunda dose seja aplicada apenas 21 dias após a primeira.
Alguns estados, no entanto, já anunciaram que adotarão esse novo protocolo. Os governadores querem unificar os procedimentos. Mas, o Ministério da Saúde ainda avaliará a questão. Para Marcelo Queiroga, essas decisões precisam ser baseadas em informações técnicas.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte