Cidades | Viagem

Férias movimentam terminais de passageiros mesmo com pandemia

Dados da PRF mostram que normalmente no mês de julho chegam e saem da cidade, diariamente, mais de 7 mil veículos
Ismael Araújo / O Estado09/07/2021
Férias movimentam terminais de passageiros mesmo com pandemiaCom as férias, Terminal da Ponta da Espera tem recebido um fluxo grande de veículos e passageiros (Paulo Soares / O Estado)

São Luís - Julho é período de férias escolares e muitos pais aproveitam esse período do ano para viajar com os filhos mesmo em pleno período pandêmico da Covid-19. Desde o começo da primeira semana deste mês, o movimento de pessoas e de veículos já começou a ficar intenso na saída da capital, terminal rodoviário e Terminal da Ponta da Espera. Dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostram que, durante o mês de julho, pelo menos sete mil veículos deixam e entram diariamente na cidade, enquanto, em dias normais são cerca de três mil.

Quem trafegou ontem na BR-135, principalmente nas proximidades do Estreito dos Mosquito, observou que o fluxo de carros estava intenso. O assessor de comunicação da PRF, Antônio Noberto, explicou que é perceptível constatar o aumento de veículos deixando a cidade, com destino a interior do estado.

Noberto informou que, em razão desse fluxo intenso, já começaram a ocorrer operações ao longo das rodovias federais, com incremento de logística por policiais rodoviários federais. As estradas federais BRs 316, 135 e 010 continuam sendo aquelas onde mais ocorrem acidente de trânsito e alguns deles resultando em mortes. “Geralmente, o maior fluxo de veículos é registrado nas proximidades das cidades”, frisou o assessor de comunicação da PRF.

Ele também alertou que as pessoas, que vão viajar de carro, devem evitar ultrapassagem irregular, manter a velocidade permitida na via, utilizar o cinto de segurança e os outros dispositivos, acender os faróis ao sair de casa e verificar as condições dos pneus do veículo. “Antes de viajar, o condutor deve observar as condições do seu carro, principalmente os pneus”, frisou Noberto.

Procura grande
A procura por passagem nos guichês do Terminal Rodoviário de São Luís, no bairro Santo Antônio, é intenso, inclusive com filas. A agente de passagem Dayse dos Santos disse que neste mês a venda de passagem chega aumentar até 80%. “A passagem mais procurada está sendo para o município de Barra do Corda”, contou Dayse Santos.

João Oliveira, que também é agente de passagens, relatou que com o aumento da procura por passagem já existe a expectativa de colocar ônibus-extras. “Desde a semana passada aumentou a venda de passagem, então, há a possibilidade de colocar ônibus extra para este fim de semana”, contou.

A gente de passagem Daniela Santos frisou que está tendo muita procura por passagem para as cidades de Barreirinhas, área da Baixada Maranhense, Imperatriz, Fortaleza, Belém e Goiânia. “No mês de julho sempre ocorre o aumento de passagem para as cidades turísticas”, declarou.

A funcionária pública Antônia Almeida, de 38 anos, disse que todos os anos entra de férias do serviço em julho para poder viajar com os filhos. “A minha mãe mora em Fortaleza, então, em julho, aproveito para viajar com os filhos ao Ceará para curtir as férias”, comentou.

Terminais movimentados
A Gerência de Terminais Externos informou que nos últimos dias houve aumento médio de 25% de pessoas e de veículos nos terminais da Ponta da Espera e no Cujupe. Também há ocorrência de fila de espera de veículos para embarcar no ferry-boat.

Somente durante no primeiro semestre deste ano, 155.015 veículos passaram pela Ponta da Espera e no Cujupe, e a circulação de 694.304 pessoas.

Os dados da Gerência de Terminais Externos ainda mostram que houve um aumento no número de pessoas nos terminais no mês de julho deste ano, em relação ao do ano de 2020. No mês passado, contou com o registro de 114.085, enquanto, em 2020, um total de 86.883. Em julho do ano passado, circularam pelos terminais uma quantidade de 127.567 pessoas.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte