Esporte | Vexame em amistoso

Seleção olímpica do Brasil perde de virada para Cabo Verde

Em amistoso preparatório para os Jogos Olímpicos de Tóquio, o Brasil perdeu por 2 x 1 para Cabo Verde
05/06/2021 às 17h05
Seleção olímpica do Brasil perde de virada para Cabo Verde Brasil teve dois momentos de desatenção que foram decisivos para os gols dos africanos (Divulgação/CBF)

Sérvia - A seleção brasileira olímpica perdeu por 2 a 1 de virada para o time principal de Cabo Verde em seu penúltimo amistoso antes dos Jogos. Dominada durante toda a partida, realizada na Sérvia, a equipe de André Jardine teve dois momentos de desatenção que foram decisivos para os gols dos africanos.

O gol brasileiro foi marcado por Pedro, de pênalti, no que parecia que seria o início de uma goleada. Lisandro Semedo e Willy Semedo, no entanto, fizeram os gols da vitória de Cabo Verde.

A seleção volta a campo na terça-feira (8), às 14h (de Brasília), em amistoso contra a Sérvia, na cidade de Novi Sad (SER). Esse será o último compromisso do time de André Jardine antes da convocação para os Jogos Olímpicos de Tóquio. O Brasil estreia no torneio no dia 22 de julho, um dia antes da cerimônia de abertura, contra a Alemanha.

Diante de um adversário mais fraco e que pouco ficaria com a bola, o técnico André Jardine optou por um sistema ofensivo semelhante ao usado por Tite na seleção principal. Quando o Brasil tinha a bola, a equipe de Jardine se posicionava em um 2-3-5, com Arana avançando para ser quase um ponta-esquerda e Claudinho subindo para ficar na mesma linha dos atacantes.

Mesmo com Guilherme Arena bastante avançado pela esquerda, o Brasil demorou para priorizar as jogadas pelo chão. Nos primeiros 20 minutos, os lances de maior perigo vieram pelo alto. Aos 6, Claudinho fez boa jogada já dentro da área e tocou para Antony, que cruzou na pequena área, mas Bruno Guimarães não conseguiu completar para o gol. Quatro minutos mais tarde foi a vez de Gerson lançar pelo lado esquerdo e Antony testar para fora.

A mudança de estratégia teve relação com a posição de Claudinho. Inicialmente infiltrado na mesma linha dos atacantes, o camisa 10 passou a jogar mais solto, invertendo constantemente os lados em que atuava. Foi dos pés dele que saiu a primeira grande chance pelo chão. Aos 35 minutos, Pedro tocou de calcanhar para Claudinho, que da esquerda cruzou rasteiro. Rodrygo chutou para a defesa com os pés de Vozinha.

Dois minutos mais tarde, o próprio Pedro foi o responsável por abrir o placar. Dentro da área, ele tentou dar um chapéu, e a bola bateu na mão do zagueiro Roberto Lopes. Na cobrança, o atacante do Flamengo deslocou o goleiro Vozinha e balançou as redes.

Cabo Verde vira após bobeira

A seleção brasileira seguiu pressionando no segundo tempo, mas não conseguiu balançar as redes de Cabo Verde. Com mais de 70% de posse de bola, os comandados de André Jardine tiveram como chance mais clara uma tabela entre Claudinho e Malcom, que entrou no lugar de Antony. O atacante do Zenit, no entanto, chutou para fora.

Quando já parecia que o empate se manteria, uma bobeira brasileira deixou a situação complicada. Ao tentar sair jogando por baixo, Gabriel Magalhães buscou o passe para Matheus Henrique, mas Willy Semedo conseguiu se antecipar e chutou no ângulo direito de Cleiton, fazendo o segundo gol de Cabo Verde.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte