Alternativo | Lançamento

Rommel lança EP "Bússola das Andorinhas" nesta sexta-feira

Trabalho reúne cinco faixas do artista, gravadas à distância, com músicos brasileiros e canadenses
03/06/2021
Rommel lança EP "Bússola das Andorinhas" nesta sexta-feiraRommel lança novo trabalho (Divulgação)

São Luís- Radicado no Canadá, o maranhense Rommel lança nesta sexta-feira, 4 de junho, o EP “Bússola das andorinhas”. O trabalho apresenta cinco faixas, quatro delas já lançadas como singles e a inédita faixa-título e estará disponível nas plataformas digitais No sábado, em seu instagram, ele apresenta um show em formato live, para marcar o lançamento do trabalho e no dia 9, o artista lança em seu canal no youtube, o videoclipe da faixa-título; e dia 16, o videoclipe de “Vicejar”.

Inteiramente gravado à distância, em atenção às normas de segurança sanitária por conta da pandemia de covid-19, “Bússola das andorinhas” tem a colaboração de músicos brasileiros e canadenses e letras em português, inglês e francês.

Rommel assina as canções em parcerias com Enrico Lima, Fernando Moreno, Antonio Marinho, João Bouhid e Damian Birbrier. O clima das canções é contemplativo, uma espécie de “quase meditação”, o que é traduzido na produção, arranjos e instrumentação de cada uma das canções.

A faixa-título é um ijexá leve e singelo, com combinações inusitadas de viola caipira e viola de arco em diálogo com piano, contrabaixo, guitarra e bateria. A interpretação de Rommel, que também toca violão na faixa, é firme e convincente. Em resumo: canta com paixão e entrega.

“A ideia é levar leveza, delicadeza, afeto, compaixão e esperança em forma de música como uma resposta ao momento difícil e triste em que vivemos”, reflete Rommel.

Cantada em inglês e francês, “Ray on” é uma homenagem ao artista plástico Raymond Nylund, artista plástico de Montreal. A gravação conta com o a voz doce da cantora argentina Amparo Döm, contrastando com o canto lírico dos canadenses Jordan Zalis e Priya Shah.

“Escutando as estrelas” homenageia uma das grandes constelações do Brasil: a dos sanfoneiros. Especialmente o saudoso mestre Dominguinhos (1941-2013) e o maranhense Zé Américo Bastos. A faixa conta com a adesão de Mestrinho, um dos grandes nomes brasileiros do instrumento na atualidade.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte