Política | Contradição

Conass se manifesta contra realização da Copa América no país

Conselho nacional é presidido pelo secretário de Estado da Saúde do Maranhão, Carlos Lula, que no mês de maio autorizou a realização de jogos com público no estado
Ronaldo Rocha/da Editoria de Política02/06/2021 às 14h50
Conass se manifesta contra realização da Copa América no paísCarlos Lula preside o Conass que se posicionou contra a realização da Copa América no Brasil (Kethlen Mata/O Estado)

O Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) encaminhou uma carta ao presidente do Fórum dos Governadores, Wellington Dias (PT-PI), contrária à realização da Copa América no país.

No documento a entidade classifica o evento esportivo como inoportuno, em decorrência das mortes já provocadas no país pela pandemia da Covid-19 e pela elevação de casos no atual cenário.

O colegiado é presidido pelo secretário de Estado da Saúde do Maranhão, Carlos Lula, que no mês de maio discutiu e autorizou, junto ao governador Flávio Dino (PCdoB), a realização da decisão do Campeonato Maranhense [jogos de ida e volta] com público no estádio Castelão.

Somente depois de críticas de vários segmentos, inclusive da classe médica, e da possibilidade de transmissão das partidas a televisão, a gestão estadual de Saúde recuou da proposta. O dinheiro dos ingressos que já haviam sido vendidos foram devolvidos aos torcedores.

Carta

Na carta encaminhada ao governador do Piauí, o Conass enumera quatro razões para desaconselhar a realização da competição em território nacional: variantes da Covid-19 podem ser disseminadas rapidamente; eventos de aglomeração demonstraram capacidade de adoecer grande número de pessoas após a ocorrência; é difícil de implementar medidas de proteção nessas situações e as pessoas, mesmo que vacinadas, podem se contaminar ou disseminar o vírus.

O evento, contudo, já foi confirmado pela Conmebol e pela CBF e será realizado no Brasil.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte