Polícia | Violência em alta

10 homicídios são registrados este mês na Grande São Luís

Um dos últimos casos ocorreu na área da Vila Embratel e teve como vítima um ex-presidiário; a maioria dos crimes ocasionados por arma de fogo
21/05/2021
10 homicídios são registrados este mês na Grande São LuísDisparo de arma de fogo foi a causa da maioria das mortes ocorridas este mês, na região metropolitana de SL (Divulgação)

São Luís - Dez homicídios dolosos já ocorreram durante este mês na Grande Ilha e a maioria dos casos ocasionados por arma de fogo. Um dos últimos casos ocorreu no decorrer da madrugada de quinta-feira, 20, no Piancó, área da Vila Embratel e teve como vítima o ex-presidiário Francinaldo da Silva Brito, de 22 anos.

A polícia informou que a vítima tinha passagem pelos crimes de roubo, lesão corporal dolosa e resistência como também registro de participação em rebelião no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Na madrugada de ontem, ele teve a sua residência, localizada na Rua 31 do Piancó, invadida por três faccionados.

Nesse momento, Francinaldo Brito estava na companhia da sua esposa e filhos, que são menores de idade. Os criminosos efetuaram vários tiros no local e um deles atingiu Francinaldo Brito, que veio a falecer antes de ser submetido a tratamento cirúrgico em um hospital da capital.

Os suspeitos fugiram a pé e o corpo da vítima removido ao Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga, para ser autopsiado, em seguida, liberado para os familiares. O caso está sendo investigado pela equipe da Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP), mas não tem registro de prisão.

Oficial do Bombeiro

Foi preso ontem em cumprimento de ordem judicial mais um dos envolvidos do roubo e do assassinato do tenente do Corpo de Bombeiros Militar Laércio Henrique Lima de Sousa. O criminoso foi abordado na área Itaqui-Bacanga e conduzido para a sede da SHPP, na Avenida Beira-Mar, onde prestou esclarecimentos sobre o caso e, logo após, encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

De acordo com a polícia, o crime ocorreu no dia 26 de março do ano passado, no Gapara. O oficial do Corpo de Bombeiros tentou evitar um assalto a um entregador de pizza e acabou sendo baleado. Ele ainda foi levado para um hospital da capital, onde passou por tratamento cirúrgico, mas veio a falecer no dia 23 de abril de 2020. Ainda no dia do crime, a polícia prendeu em flagrante um dos suspeitos e apresentado no Plantão de Polícia Civil dessa área.

Vítimas de homicídio doloso durante este mês na Grande Ilha

Fred Sousa Bezerra Pereira, de 39 anos

Luciene dos Santos Campos, de 37 anos

Victor Cairon da Silva, de 19 anos

Eleanderson Nascimento Mendes, de 24 anos

Domingos da Conceição Vale Viegas, de 25 anos

Huildson dos Passos, de 21 anos

Adolescente, de 15 anos

Gabriel Silva de Sousa, de 18 anos

Francinaldo da Silva Brito, de 22 anos

Uma vítima que ainda não havia sido identificada pela polícia

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte