Cidades | Aniversário

Os 62 anos de O Estado do Maranhão

Homenagem pelo aniversário do jornal O Estado
Arlete Nogueira da Cruz / Especial para O Estado01/05/2021

São Luís - Minha mãe era poetisa, tem um livro publicado pós-mortem, em 1993, com o nome de Poemas. Também escreveu crônicas, publicando-as em jornais de São Luís desde o final dos anos de 1920 até os anos de 1960, usando o nome literário de Márcia de Queiroz. Talvez por simples prudência ou impressão de inferioridade, a verdade é que a maioria de mulheres escritoras usaram pseudônimos, tamanho era o preconceito contra si, ainda hoje existente, bastando lembrar que a nossa extraordinária Maria Firmina dos Reis, considerada por muitos a 1ª. mulher romancista brasileira, obrigou-se a publicar seu romance Úrsula sem seu nome próprio, ou mesmo sob um pseudônimo, trazendo a autoria do romance, na capa do livro, apenas como sendo “De uma maranhense.”

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte