Cidades | Paralisação

Bancários da Caixa entram em greve nesta terça-feira (27)

Reivindicação da categoria é pela não privatização da estatal, além do pedido de inserção no grupo prioritário da vacinação contra a Covid-19
Kethlen Mata/ O Estado27/04/2021 às 10h00
Principal reivindicação da classe é pela não privatização da Caixa Econômica Federal. Foto: Matheus Soares/O Estado

São Luís – Os bancários da Caixa Econômica Federal de todo o Brasil, deram início a uma greve nesta terça-feira, 27. A ação faz parte do calendário de lutas definido pela Comissão de Empregados em Defesa da Caixa 100% Pública, em plenária com dirigentes sindicais de todo o país. A classe está concentrada em frente a agência da CEF na Praça Deodoro.

De acordo com Enock Bezerra, diretor de administração do Sindicato dos Bancários do Maranhão (SEEBMA), o objetivo da manifestação é cobrar o pagamento correto da Participação nos Lucros e Resultados (PLR 2021), a vacinação prioritária da categoria, além de barrar a venda de setores do banco na Bolsa de Valores.

Natan Eloy, presidente do sindicato, conversou com a reportagem de O Estado, a paralisação vai durar até o final do dia de hoje (27). "Uma decisão do Tribunal Superior do Trabalho de ontem à noite, definiu que 60% dos empregados deveriam permanecer trabalhando, nós vamos respeitar essa decisão, embora acredite ser uma decisão injusta", afirmou.

Natal Eloy, presidente do SEEBMA, durante entrevista para O Estado. Foto: Matheus Soares/O Estado

Decisão sobre a greve foi acordada em Assembleia Geral realizada na última quinta-feira, 22, via Zoom, com os bancários da Caixa Econômica, que aprovaram – por ampla maioria – decretar estado de greve com paralisação das atividades a partir desta terça-feira, no Maranhão.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte