Política | Aval técnico

Consórcio Nordeste crê em autorização para a importação da Sputnik V

A O Estado, a coordenação do Consórcio Nordeste, responsável pela negociação com a Rússia para a autorização da importação das doses da Sputnik V avaliou como positiva a agenda cumprida
Thiago Bastos / O Estado26/04/2021 às 07h45
Consórcio Nordeste crê em autorização para a importação da Sputnik VDivulgação / Reuters

A O Estado, a coordenação do Consórcio Nordeste, responsável pela negociação com a Rússia para a autorização da importação das doses da Sputnik V avaliou como positiva a agenda cumprida por representantes da entidade no país europeu até sábado (24). De acordo com o Consórcio, a equipe esteve em Moscou à convite do Fundo Russo.

Segundo o Consórcio, o objetivo da missão foi finalizar os 17 contratos dos estados do nordeste e da Amazônia legal, que vem negociando a compra da vacina Sputnik V desde o ano passado, incluindo o Maranhão. “Nós cumprimos essa tarefa, tivemos várias reuniões com a direção do fundo soberano russo. Nós também resolvemos toda a questão de logística de transporte, de entrega e distribuição da vacina com segurança a todos os estados aqui no Brasil que compraram a vacina. E nós também visitamos o instituto Gamaleya onde a vacina foi produzida. Nós conversamos com o Dr. Denis Lugonov, que é o cientista responsável pela produção e pelo acompanhamento da vacina e com a Dra. Darya Yegorova e com a Dra. Inna Dolzhikova”, disse a O Estado o secretário-executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Gabas.

De acordo com Gabas, junto ao Instituto Gamaleya, foi obtido um relatório técnico com informações sobre a segurança e eficácia da vacina. “Esse relatório já foi encaminhado lá da Rússia ao Brasil enquanto nós estávamos lá e já foi protocolado junto a Anvisa para que a gente possa finalmente conseguir autorização de importação e aplicação desta vacina”, frisou o gestor.

Nesta segunda-feira, dia 26, às 18h, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve se manifestar sobre a autorização para o uso do imunizante pelo Maranhão.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte