Geral | Pelos olhos

Campanha Abril Marrom conscientiza sobre a prevenção da cegueira

De acordo com dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, existem cerca de 1.2 milhões de brasileiros cegos e, destes, 80% dos casos poderiam ser evitados
23/04/2021 às 15h30
Campanha Abril Marrom conscientiza sobre a prevenção da cegueira. (Divulgação)

São Paulo - Criado em 2016, o Abril Marrom é uma campanha voltada para a prevenção da cegueira. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), só no Brasil constam cerca de 1,2 milhão de cegos, sendo que 60% a 80% dos casos de cegueira poderiam ser tratados ou até evitados se diagnosticados precocemente.

Comprometida com a causa e ciente da necessidade de promover uma conscientização coletiva acerca do assunto, a Óticas Sophia, com apoio da Blue Optical, lançou uma campanha com o intuito de reforçar a importância de preservar a saúde ocular e realizar exames de prevenção regularmente.

Por dentro da campanha: momentos que a visão nos proporciona
No experimento, uma mulher é colocada em frente a uma tela na qual são exibidas imagens de momentos marcantes de sua vida. Conforme as fotos vão passando, uma série de emoções tomam conta da mulher e tudo que ela sente fica refletido em seus olhos. Estes, lacrimejam por diversas vezes e ficam vidrados nos registros e nas lembranças que estes a trazem.

Ao término da vivência, a mensagem mais importante de todas é reforçada: zelar pela saúde ocular é a maneira mais eficaz de garantir mais experiências emocionantes como está, tendo os olhos como elo de ligação entre o que está sendo exibido e sentido.

A importância de apostar na prevenção e cuidar da saúde ocular
Segundo dados da Agência Internacional de Prevenção à Cegueira (IAPB) estima-se que, no Brasil, cerca de 33 mil crianças sejam cegas devido às doenças oculares que poderiam ter sido evitadas ou tratadas precocemente.

Portanto, realizar visitas periódicas ao oftalmologista é a melhor forma de prevenir doenças que podem causar a cegueira, como: glaucoma, ceratocone, catarata, entre outras. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são fundamentais para que o paciente possa manter uma boa visão ao longo da vida.

A conscientização proposta por esta e outras campanhas relacionadas ao mesmo assunto se fazem necessárias, principalmente, devido à cultura popular de consultar ajuda médica somente quando se percebe algo de estranho e não regularmente. Esse deslize pode custar caro em muitos casos e, falando especificamente da visão, pode custar a perda total ou parcial de um sentidos mais aguçados do ser humano.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte