Editorial

Impasse e radicalização no transporte

15/04/2021

O impasse envolvendo trabalhadores e empresários do transporte público de São Luís evoluiu para a radicalização nos últimos dias, com paralisação de motoristas, cobradores e fiscais e graves transtornos à população, privada do direito de ir e vir. Se de um lado os empregados reivindicam reajuste salarial e demais direitos, tendo como argumento legítimo a aproximação da data-base da categoria, dia 1º de maio, de outro as empresas alegam dificuldade financeira até mesmo para continuar operando o sistema, alegando grave perda de receita durante a pandemia, além da alta do óleo diesel, combustível que abastece a frota de coletivos que serve à região metropolitana.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte