Política | Covid-19

No MA, 32 cidades fazem parte de consórcio para compra da Sputnik

No total, 2 mil prefeituras negociação a aquisição de 30 milhões de doses da vacina russa; compra depende de aval da Anvisa para importação do imunizante
14/04/2021 às 08h19
No MA, 32 cidades fazem parte de consórcio para compra da SputnikSão 32 municípios do Maranhão que fazem parte do Conectar, que negocia a aquisição de 30 milhões de doses da Sputnik V (Divulgação)

Trinta e duas cidades maranhenses integram um consórcio que negocia a aquisição de 30 milhões de doses da vacina russa contra a Covid-19 Sputnik V. Liderado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), o Consórcio Conectar anunciou a ação na terça-feira, 13.

As cidades aguardam decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a autorização para o uso da Sputnik V. Existe uma decisão monocrático do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que estabeleceu prazo até dia 28 deste mês para que a Anvisa analise o pedido de importação do imunizante russo.

Se analisada e for liberada a importação, tanto os governos quanto os municípios poderão comprar a vacina. No caso do governo do Maranhão, a previsão é de aquisição de 4,6 milhões de doses da Sputnik V.

O consórcio conta com a participação de mais de 2 mil cidades. Desse total, apenas 32 estão no Maranhão.

São elas: Açailândia, Altamira do Maranhão, Bacabeira, Bom Jesus das Selvas, Buriticupu, Campestre do Maranhão, Caxias, Cidelândia, Coelho Neto, Davinópolis, Fortaleza dos Nogueiras, Governador Edison Lobão, Grajaú, Imperatriz, Itinga do Maranhão, João Lisboa, Lajeado Novo, Montes Altos, Palmeirândia, Pedro do Rosário, Porto Franco, Riachão, Ribamar Fiquene, Sambaíba, Santa Inês, Santa Rita, São Francisco Do Brejão, São João Do Paraíso, São Luís, São Raimundo das Mangabeiras, Sítio Novo e Timon.

Se liberada a importação pela Anvisa, segundo a FNP, os primeiros lotes do imunizante podem chegar em até três semanas após a assinatura do contrato, o que pode acontecer ainda neste mês. O Conectar informou ainda que cerca de 5 milhões de doses devem ser entregues entre maio e junho. As 25 milhões de doses restantes devem chegar até dezembro deste ano.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte