Política | Enchentes

Escolas estão servindo de abrigo em Pedreiras e Trizidela do Vale

O secretário de educação do estado, Felipe Camarão anunciou a medida neste domingo (28)
Kethlen Mata/ O Estado29/03/2021 às 10h58
Escolas estão servindo de abrigo em Pedreiras e Trizidela do ValePedreiras e Trizidela do Vale estão com famílias desabrigadas pelas chuvas (Reprodução/ Prefeitura Municipal de Pedreiras)

São Luís – As fortes chuvas que caem em todo o Maranhão estão obrigando famílias de Pedreiras e Trizidela do Vale – cidades que integram o planejamento do Médio Mearim – a deixarem suas casas. Neste domingo, 28, o secretário de educação do estado, Felipe Camarão anunciou, através do seu Twitter, que foi procurado pelas prefeituras dos municípios. Conforme informou o secretário, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), determinou que escolas estaduais sejam utilizadas como abrigos.

O jornal O Estado, procurou o Governo do Maranhão para saber quantas famílias estão desabrigadas nas respectivas cidades e quais medidas estão sendo tomadas para minimizar os impactos das enchentes na região. Em nota do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Maranhão (CBMMA),as famílias atingidas foram abrigadas em centros comunitários, no ginásio da escola CAIC e no colégio Olindina Nunes Freire.

"A Defesa Civil contabilizou 325 (trezentos e vinte e cinco) pessoas em abrigos. O CBMMA informa ainda que nas duas cidades as Defesas Civis municipais são atuantes e estão dando o primeiro atendimento às famílias, mas que a Defesa Civil Estadual permanece acompanhando todo o desenvolvimento e evolução do cenário", afirmou a nota.

O CBMMA, informou ainda, que, a Defesa Civil enviou mais 10 militares e contratou 20 bombeiros civis que estão à disposição da 13ª Companhia Independente de Bombeiros Militar do Maranhão para trabalhar nessa situação de emergência que os municípios se encontram.

A reportagem também tentou entrar em contato com as prefeituras de Pedreiras e Trizidela do Vale, porém não conseguiu resposta.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte