Política | Pandemia

Bares, restaurantes e escolas da Grande Ilha voltam a funcionar a partir de hoje

Liberação para funcionamento ocorre após entrar em vigor decreto baixado pelo governador na última sexta-feira, com medidas restritivas de enfrentamento à Covid-19 mais brandas
Ronaldo Rocha / Da Editoria de Política29/03/2021 às 09h23
Bares, restaurantes e escolas da Grande Ilha voltam a funcionar a partir de hojeA flexibilização a bares e restaurantes ocorre após uma série de protestos (Reprodução)

SÃO LUÍS - Bares, restaurantes e escolas da rede privada da Grande Ilha de São Luís, que nas duas últimas semanas enfrentavam restrições rígidas impostas pelo Governo do Estado por causa do enfrentamento à pandemia da Covid-19, voltam a funcionar hoje.

Bares e restaurantes - que por 14 dias permaneceram fechados para o atendimento presencial a clientes -, poderão a partir de agora funcionar com a metade da capacidade.

“Bares, restaurantes, academias e supermercados podem voltar a funcionar a partir de segunda, mas com 50% de ocupação e observando os protocolos sanitários. É a forma que nós temos de fazer o chamado meio-termo, a modulação é o que nós temos sempre buscado. Não pode ser o ‘faz de qualquer jeito’, mas também não pode ser o liberou geral, porque está socialmente errado”, afirmou Flávio Dino na sexta-feira, ocasião em que concedeu entrevista coletiva.

Na oportunidade, ele explicou que o horário do comércio também permanecerá restrito ao funcionamento das 9h às 21h. “Shows, festas e eventos continuam suspensos por mais uma semana”, completou.

A flexibilização a bares e restaurantes ocorre após uma série de protestos e uma Carta Aberta divulgada pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e pelo Sindicato de Bares e Restaurantes (Sindbares), ambos no Maranhão, às medidas restritivas que estavam em vigor até ontem (28), e que segundo as entidades, provocaram forte crise financeira aos empreendimentos.

Híbrido

Já as escolas da rede privada dos municípios que integram a Ilha de São Luís, voltam a funcionar no sistema híbrido.

“A rede estadual vai continuar apenas com o ensino remoto, mas as escolas particulares ou municipais que queiram, estarão autorizadas a partir de segunda-feira [hoje] a fazer o regime híbrido. Ou seja, uma parte presencial e uma parte não presencial, sempre observando os protocolos sanitários”, completou Dino.

A expectativa de proprietários de bares e restaurantes é de amenizar a crise que já abala o setor. Alguns estabelecimentos já anunciaram o encerramento de suas atividades na capital, em decorrência de prejuízos acumulados na pandemia.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte