Cidades | Pandemia

Restrições e fiscalização serão intensificadas de amanhã até domingo

Governo estadual decreta semi-lockdown, com suspensão de atividades não essenciais, rigidez na fiscalização e possibilidade de multas
Evandro Júnior / O Estado25/03/2021
Restrições e fiscalização serão intensificadas de amanhã até domingoBares e restaurantes permanecerão fechados aos clientes, fazendo apenas entregas ou retiradas (Paulo Soares / O Estado)

São Luís - O decreto com medidas restritivas anunciadas pelo governo maranhense para conter o avanço da transmissão do novo coronavírus na Região Metropolitana de São Luís (capital e municípios de Paço do Lumiar, Raposa e São José de Ribamar) vai vigorar até domingo, 28. As medidas incluem antecipação do feriado de Adesão do Maranhão à Independência do Brasil para amanhã, suspensão das atividades não essenciais e redução, em até 50%, da capacidade de funcionamento de supermercados e academias de ginástica no sábado.

Amanhã, sexta-feira, o comércio estará de portas fechadas, segundo o superintendente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Maranhão (Fecomércio), Max de Medeiros. Estabelecimentos de rua e de shoppings permanecerão fechados. O Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão, por sua vez, anunciou a suspensão de exames e consultas amanhã.

No sábado e no domingo, as atividades consideradas não essenciais também estarão suspensas. A frota de transporte público será aumentada durante os horários de pico, para evitar aglomerações.

A fiscalização será rigorosa e aos cuidados das forças de segurança, como Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, além da Vigilância Sanitária Estadual e Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon).

Multa
Quem descumprir as medidas, poderá ser advertido, em um primeiro momento, ou multado. A multa poderá variar entre R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão, dependendo da gravidade da infração e da capacidade econômica do infrator. Os estabelecimentos que descumprirem as regras também poderão ser interditados parcialmente ou totalmente.

Até o início da semana, o Maranhão já registrava mais de 5.720 óbitos por Covid-19. Em 22 dias, março já registrava o maior número de mortes provocadas pela doença, desde agosto do ano passado. Nesse período de março, 646 pessoas já morreram no estado, devido a complicações provocadas pelo novo coronavírus. Já durante todo o mês de agosto de 2020, foram contabilizados 414 óbitos.

SAIBA MAIS

O que será suspenso de amanhã até domingo?

  • Bares e restaurantes, mas podem funcionar em sistema drive-thru ou delivery
  • Igrejas funcionam apenas com 30% da capacidade
  • Cirurgias eletivas na rede privada
  • Comércio da Rua Grande
  • Academias operam com
  • 50% da ocupação no sábado
Atividades consideradas essenciais com autorização para funcionar nos dias 26, 27 e 28

  • Supermercados abrirão das 7h às 21h, (exceto lojas de eletrodomésticos), mercados, feiras e quitandas
  • Lojas de produtos de limpeza e higiene pessoal
  • Prestação de serviço de lavanderia
  • Restaurantes e Lanchonetes (Delivery e Drive Thru)
  • Hospitais, clínicas e laboratórios.
  • Farmácias e distribuidoras de medicamentos
  • Lojas de material médico-hospitalar
  • Comércio de gás e combustíveis
  • Serviços funerários
  • Serviços de telecomunicações, postais e internet
  • Segurança privada
  • Serviço de manutenção e limpeza de ambientes
  • Locais de apoio para o trabalho de caminhoneiros
  • Clínicas e consultórios veterinários
  • Borracharias, oficinas e manutenção de veículos
  • Serviços de comunicação social
  • Indústrias que atuam em turnos ininterruptos
  • Indústrias de alimentos, bebidas e higiene
  • Atividades internas de escritórios
  • Fiscalização ambiental e defesa do consumidor

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte